Atropelamentos de #Animais silvestres são muito frequentes e todas as pessoas que transitam pelas estradas já viram pelo menos um caso dessa tragédia que causa um grande impacto para a nossa fauna e todo o ambiente. Preocupados com esse fato, um grupo de pesquisadores do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), vinculado à Universidade Federal de Lavras, lançou o aplicativo Sistema Urubu na busca por uma alternativa para esse problema.

O Sistema Urubu pode ser baixado gratuitamente e tem como objetivos detectar as áreas críticas de atropelamento em todo o país e obter um grande banco de dados através do qual pode-se contextualizar de maneira clara a formulação de políticas públicas para construção e manutenção das vias de transporte terrestre em todo o país, além de metodologias de conservação da fauna silvestre.

Publicidade
Publicidade

As estradas ecológicas - aquelas que colocam o conceito da consciência ambiental em primeiro plano - são cada vez mais tendência no planejamento viário e muitos exemplos de sucesso podem ser observados em países da Europa, como Alemanha e Espanha. Além de conforto e segurança aos motoristas, elas oferecem o mínimo de impacto ambiental no entorno onde são instaladas. Assim, o fluxo de animais é mantido através de túneis e passarelas elaborados estrategicamente para que os animais sejam mantidos em segurança no próprio habitat. Também conhecidas por faunodutos, essas passagens muitas vezes representam a única chance para animais que necessitam de grandes deslocamentos ou vivem em locais amplamente degradados.

Utilizar o Sistema Urubu é muito fácil! Quando o motorista avista um animal atropelado, faz um registro fotográfico por meio do aplicativo, que automaticamente salva as coordenadas geográficas através do acesso ao GPS do aparelho.

Publicidade

Os registros podem ser enviados posteriormente quando o usuário tiver melhor acesso à rede para envio de dados, pois os dados do GPS, a data e horário ficam registrados juntamente com a foto no sistema do aplicativo. Podem ser enviadas fotos de vários animais ao mesmo tempo, mas apenas um registro de cada animal avistado.

Após enviada, a imagem irá compor o Banco de Dados Brasileiro de Atropelamento de Fauna Selvagem (BAFS) e será encaminhada para o Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia em Estradas (CBEE) para uma triagem dos locais onde mais ocorrem atropelamentos de fauna silvestre em todo o Brasil.

Segundo o atropelômetro, iniciativa do CBEE que estima em tempo real o número de vertebrados terrestres silvestres mortos por atropelamento nas rodovias brasileiras, mais de 15 animais morrem atropelados a cada segundo.

Diariamente morrem mais de 1 milhão de animais e ao final de um ano, até 475 milhões de animais selvagens são atropelados nas estradas de todo o país. Através do uso do aplicativo cada um de nós pode colaborar com a redução desse impacto no meio ambiente.

Então, vamos colaborar? #Natureza #Android