O nível do Rio Madeira, em alguns pontos, está dois metros acima do que ficou no ano de 2014, no qual a enchente na região foi a pior da história. A situação do ano de 2015 está se agravando e a água já invadiu dois lados da rodovia federal que liga o Acre a Rondônia. Há temores de que o isolamento geográfico, igual aconteceu no ano anterior, volte a ocorrer.

A BR-364 ficou inundada no início de 2014. Foram 3 meses de dificuldade, quando o Acre e parte de Rondônia ficaram isolados por terra do restante do país.

Nova Mutum

Em Nova Mutum, a água ultrapassou quase 2 metros o nível da pista. Hoje, em 2015, caso suba mais um metro a água nesse ponto, ela já chegará à rodovia.

Publicidade
Publicidade

A destruição do ano passado ainda pode ser vista com as marcas que a água deixou nas árvores e em casas.

Abuanã

A situação do distrito de Abunã é bastante preocupante. O distrito, localizado a 240 quilômetros de Porto Velho, já está com a marca da cheia acima do que aconteceu em 2014. Há uma equipe de especialistas no local para tentar descobrir se há algo que agrave essa situação como, por exemplo, deposição de sedimentos.

Eles também aferem a velocidade e volume da água do rio, com o uso de equipamentos apropriados que fazem a medição automática, graças a sensores que ficam debaixo d'água. Os dados são enviados para um programa específico e permitem que sejam analisados e comparados com os anos anteriores. Além disso, em Abunã, duas pessoas diariamente registram os volumes de água com fotos e enviam para a Defesa Civil do Acre.

Publicidade

Isso é feito três vezes ao dia.

Os veículos já estão tendo dificuldade para entrar na balsa, pois o rio já deixou parte do barranco que era usado submerso. Eles precisaram improvisar uma rampa no local para que as pessoas conseguissem se deslocar.

Porto Velho 

Nos bairros de Porto Velho a Defesa Civil está fazendo a monitoração e oito famílias já foram retiradas do local. Os moradores estão assustados e temendo que a situação se agrave e a enchente seja tão severa e destruidora quando a de 2014.