A favela de Kibera é composta por 15 comunidade e mais de 2 milhões de moradores, isso faz com que Kibera tenha 20% da população de Nairóbi, capital do Quênia. Kibera, que foi cenário do filme 'O Jardineiro Fiel' do cineasta brasileiro Fernando Meirelles, tem recebido investimentos pesados do governo Queniano. Um dos principais problemas dos moradores da região é a questão de moradia, onde metade da população de Kibera habitam cabanas de lama e casas de latão. As moradias na região são irregulares, a maior parte dos moradores não possuem títulos da propriedade e suas casas ocupam terrenos pertencentes ao governo.

O objetivo oficial do governo de acordo com a ministra Anne Waiguru, ministra do planejamento do Quênia, é tornar as moradias um padrão mínimo de saneamento básico, com banheiros na qual poucos tinham acesso nesta região.

Publicidade
Publicidade

Anteriormente o dejetos eram colocados em sacos plásticos e jogados na rua, ação que eles chamam esse hábito de 'banheiro voador'. O governo construiu 182 banheiros com descarga na região, objetivo deles é acabar com o 'banheiro voador'.

Muitos moradores da região estão desempregados, mas com a revitalização, o governo prevê que os moradores aproveitem para vender produtos da sua região como couve, milho e peixe. Até recentemente, na região não havia água pura e limpa para consumo, muitos moradores recorriam a água suja, causando muitas patologias (doenças) entre seus habitantes, como cólera, uma das doenças causadas por bactérias presentes na água contaminada, e pode causar diarreia intensa e morte em 50% dos casos se a doença não for tratada. 

Em 1948, houve uma grande demanda para desabitarem Kibera por causa de problemas de saúde na região, mas faltou planejamento e encorajamento do governo queniano na época. 

Para o ambientalista David King, físico britânico (nascido na África do Sul) e presidente de um grupo de inovação urbanística, 'as favelas devem servir de modelo para as cidades futuras, deve ser um processo de construir comunidades e não destruí-las, construir ambientes onde as pessoas se sintam bem, e que trabalhem entre eles com projetos comunitários'.

Publicidade