Ezequiel  é apontado pela Polícia Federal e pelo IBAMA como o maior desmatador da Floresta Amazônica. Através da quadrilha, áreas imensas são destruídas e vendidas a preços altíssimos estimados em até vinte milhões de reais.

Foragido da polícia desde meados da metade do ano passado, Ezequiel e sua quadrilha ainda agiam, porém com muito mais cautela. Na manhã de segunda-feira, dia 23, foi decretado ao 'empresário' prisão preventiva. Ele foi deslocado de helicóptero pela Polícia Federal do Pará, para a sede da instituição, na cidade de Santarém.

O IBAMA informou que Ezequiel deve, somente por crimes ambientais, mais de 40 milhões de reais.

Publicidade
Publicidade

O nome do empresário brasileiro também circulava pela Interpol e além dele outros criminosos que atentam contra os recursos naturais de forma ilegal também foram detidos.

Segundo estimativas do juiz responsável pelo caso, mais 500 milhões é o prejuízo causado pela quadrilha liderada por Ezequiel em danos a floresta. Mais de 30 pessoas foram investigadas por suspeita de envolvimento com 'Castanha', como é conhecido o empresário.

A quadrilha vende todas as terras de forma ilegal, para empresários do mundo todo, inclusive para empresários do sul e sudeste do Brasil. Todos os documentos envolvidos nas transações são fraudulentos.

Prejuízo para a região

O estado do Pará é conhecido por suas belezas naturais, parques belíssimos, águas cristalinas, fauna variada e muito mais, não menos esperado da floresta mais diversificada do planeta.

Publicidade

O grande estrago que esses criminosos causaram ali, vai demorar, ou nunca será reparado. Pesquisas apontam que a área desmatada chega a mais de 20 mil campos de futebol, o que é assustador.

Não é de hoje que Castanha e sua quadrilha são procurados. Desde agosto a Polícia Federal faz uma busca na região, e só agora, em fevereiro, podemos ver os resultados. Muitos acham que é só o começo da caçada a esses criminosos, acreditam que existam ainda algumas centenas de pessoas envolvidas.

Ezequiel e os responsáveis pelos crimes responderão por invasão ao patrimônio público, sonegação fiscal, falsificação de documentos e muitos outros. O advogado de 'Castanha' negou todas as acusações. #Natureza #Corrupção