A bacia do rio Paraíba do Sul tem uma área aproximada de 56.500 km², abrangendo não só as regiões do Vale do Paraíba, mas também o Noroeste Fluminense e grande parte da Zona da Mata Mineira. A bacia hidrográfica é composta pelos reservatórios de Paraibuna, Santa Branca, Jaguari e Funil.

O território da bacia banha boa parte dos municípios de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. O nível do rio está 45 cm abaixo do nível normal, sendo este responsável pelo abastecimento de mais de 15 milhões de pessoas, a maior parte da região metropolitana do Rio de Janeiro.

Com a #Crise hídrica intensificada no estado de São Paulo, devido ao período de estiagem, medidas emergenciais foram anunciadas e confirmadas na última sexta-feira (30), com o polêmico e imprevisto projeto de transposição do rio Paraíba do Sul.

Publicidade
Publicidade

A criação prevê o desvio de parte das águas do rio, através da interligação do sistema Cantareira com a bacia do paraíba do Sul, para auxiliar nas represas do estado de São Paulo. A obra é considerada prioritária na condução do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), com início imediato e duração de aproximadamente 1 ano e 8 meses.

Contudo, opiniões divergentes de especialistas em recursos hídricos e estudos realizados sobre o projeto de transposição, afirmam que a principal fonte de abastecimento do estado do Rio de Janeiro também está secando, pois em alguns trechos do rio já é possível observar o assoreamento do leito com a mostra de bancos de areias, ao longo de alguns pontos do curso d'água.

A proposta do projeto consiste em bombear de 5 mil a 8 mil litros de água por segundo.

Publicidade

Especialistas afirmam que para que isso aconteça, é necessário que os reservatórios do Paraíba do Sul se recuperem, pois na atual situação muitos reservatórios contam com apenas 1,7% do volume útil. A oposição feita por especialistas também anuncia que transferir a água para o Cantareira poderia criar outro problema e fazer com que o rio Paraíba do Sul apresente futuramente condições equivalentes ao do Cantareira.