No último domingo, 22, Dia Mundial da Água, moradores da região do Parque dos Búfalos foram às ruas se manifestar em defesa do parque, com objetivo de proteger as mananciais da represa Billings, onde se localizam 13 nascentes de água. O movimento tomou força em 2013, quando o Prefeito Fernando Haddad revogou o decreto público de uma grande área verde nas margens da Represa Billings. O decreto em questão era um requisito da população para a preservação do Parque dos Búfalos no sul do estado de São Paulo.

Após revogar o decreto, o prefeito, junto de governadores estaduais e federais, abriu uma licitação para a construção civil na área, sendo construídos pelo Programa 'Minha Casa Minha Vida' aproximadamente 3.800 unidades de apartamentos, equivalente a 193 prédios. A demanda de moradia na região não é favorável, seria um grande ganho para a população se não houvesse a destruição de uma das poucas áreas que restam de mata atlântica no estado. Além disso, problemas de infraestrutura e escassez de recursos públicos prejudicará uma das represas que continua abastecendo a população em meio à crise da falta de água.

Atualmente, moradores descobriram que a Sabesp está jogando esgoto nas represas. Eles exigem tratamento da água, pois pagam altas taxas para terem saneamento básico na região. Os principais motivos da organização realizada ontem foram: Despoluição e tratamento das águas, esgotamento sanitária e limpeza urbana, recuperação de bacias hidrográficas dos mananciais, manejo de resíduos sólidos, respeito às leis 9.433/1997, 11.445/2007 e 9.866/1997 e utilização responsável da água.

Os idealizadores do movimento em defesa ao Parque dos Búfalos lutam pela preservação da região e das treze nascentes de água, mostrando os benefícios que o espaço oferece a todos.Eles defendem também a construção de casas populares para atender as demandas de moradias (com outros meios) e buscam mostrar a prefeitura alternativas que viabilizam os espaços que lá existem.

Neste movimento de 22 de março, o movimento partiu da represa Billings, seguiram em passeatas até o Parque dos Búfalos e no fim debateram sobre a crise hídrica. Houve também peças de teatro, músicas, plantio de mudas de árvores e um belo picnic a moda antiga. A candidata a presidente em 2014, Marina Silva, esteve no movimento, somando força ao projeto, que busca sempre conquistar o melhor para a região. O número de pessoas a favor do movimento aumenta a cada ação.

#Natureza