Segundo dados do Instituto Trata Brasil, mais de 6,5 bilhões de m³ de água foram desperdiçados no Brasil no ano de 2014, superando os dados de 2013. Em um ano, esse desperdício equivale a mais de 8 bilhões de reais de prejuízo, que se igualam a quase 80% dos investimentos em saneamento e água. Aproximadamente 40% do volume de água tratada no país é desperdiçada, algo que poderia encher mais de 6 vezes o sistema Cantareira, que abastece o estado de São Paulo.

De acordo com o Instituto, essa água desperdiçada e não faturada provém de desperdícios em tubulações, mau uso, e roubo clandestino e ilegal do recurso. Dados ainda apontam que o sul do país tem menor taxa de desperdício, com 34%, o que também é grande.

Publicidade
Publicidade

Já a região norte tem o maior índice de água desperdiçada e não faturada, com 60% do volume.

O Presidente do Instituto Trata Brasil lamenta pela falta de saneamento na região norte, e diz que "descuidaram do setor e utilizam seus grandes rios para diluírem os esgotos".

Parados no tempo

Os brasileiros já nascem e crescem com a visão de que o país é abençoado, que não falta água, nenhum recurso e que não sofreremos como alguns lugares do mundo pela #Crise hídrica. O ano de 2014 provou justamente que não é bem assim. Realmente somos um dos países mais abundantes em água, porém, desperdiçamos a grande maioria dela.

Há mais de 10 anos, em 2004, os brasileiros somavam mais de 42% de desperdício e águas não faturadas, e com isso, vemos um pequeno avanço para 39%, 10 anos depois, em 2014.

Publicidade

É muito pouco avanço em tanto tempo, o que indica a necessidade de conscientização da população, e de lutas por políticas mais efetivas com relação ao controle da água no país.

Há quem acredite que a crise servirá para abrir os olhos de todos. Das indústrias, do agronegócio, das residências, dos pobres e até dos mais ricos. Os responsáveis políticos e do setor privado terão de mover suas peças para utilizar outros meios, como redes antigas, por exemplo. Certamente, a população terá que levar mais a sério o problema da crise de água no Brasil.