Falar em mudanças climáticas é o mesmo que falar sobre a capacidade que a atmosfera tem de reter calor. Isto vem acontecendo devido ao aumento na concentração de gases provocado pelo efeito estufa na atmosfera, ocorrido nos últimos 150 anos.

Segundo relatório divulgado pela agencia atmosférica NOAA, dos Estados Unidos, o ano de 2014 foi o mais quente registrado na história moderna, desde o ano de 1880. Este clima seco traz com ele consequências sérias, como: a falta de água. Muitas cidades brasileiras enfrentam este problema.

A ANA (Agência Nacional de Águas) divulgou um boletim no último dia 4 que mostra que o volume útil do reservatório do Paraíbuna, que abastece a região do Rio de janeiro, diminuiu e atingiu 0,79%.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a secretária da associação Pró-gestão das águas da bacia hidrográfica do Paraíba do sul (AGEVAP), Maria Aparecida Vargas, é necessário que a população tenha consciência, pois existe um desperdício grande de água . 

A secretária falou também que existe um esforço muito grande para que a situação hídrica da região do Rio de Janeiro não fique parecida com a de São Paulo. Ela colocou também que a situação que estamos enfrentando é crítica. E que a colaboração da população é fundamental.

Estes problemas deixam a população em alerta com relação ao futuro. O ano passado ocorreu uma onda de problemas climáticos do início ao fim do ano no Brasil. Seca e racionamento de água em grandes cidades, como São Paulo, e cidades do interior. Em 2015, estes problemas ainda não foram solucionados, e ainda existe uma preocupação muito grande em relação a água.

Publicidade

O clima está estranho na maior parte do país, tem regiões, por exemplo, enfrentando uma forte onda de calor, que traz com ela as queimadas. Já em outras regiões, a chuva traz as enchentes e deslizamentos de terra. O país está completamente divido e a população precisa ter consciência, pois a #Natureza já vem dando recado.

Este cenário mostra que as mudanças climáticas são um problema global, que afeta todos os países, independente da posição global ou da posição econômica. Todos os dias a natureza tenta alertar o homem sobre o mal que ele vem fazendo, não só para ela, mas para ele mesmo. Não existe mais um roteiro certo para fazer calor ou frio. A resposta da natureza para as devastações do homem vem através de furação, tufão, ciclone, terremotos e chuvas.  #Blasting News Brasil