Uma nova espécie de tartaruga gigante foi descoberta nas ilhas Galápagos, no Equador. Batizada com o nome científico Chelonoidis donfaustoi em homenagem a Fausto Llerena, o cuidador do último exemplar de uma outra espécie (Chelonoidis abigdoni), já extinta , que habitava outra ilha do arquipelágo.

Os aproximadamente 250 exemplares que habitam o lado Oriental da Ilha de Santa Cruz, eram considerados da mesma espécie da população que habita o lado Ocidental. Porém, segundo os pesquisadores, a nova espécie se diferencia pelo formato do casco, e pela composição genética.

A pesquisa foi liderada pela bióloga Gisella Caccone, da universidade norte-americana de Yale e contou também com a participação de cientistas equatorianos.

Publicidade
Publicidade

Cientistas e conservacionistas acreditam que a descoberta pode ajudar na proteção e conservação das populações de tartarugas, que têm alta vulnerabilidade e risco de extinção.

As tartarugas gigantes foram uma dos #Animais extensamente estudados pelo naturalista Charles Darwin durante sua famosa expedição às ilhas Galápagos, na década de 1830. Hoje arquipélago abriga aproximadamente 2000 exemplares distribuídos em 11 espécies. Outras quatro já foram extintas: Chelonoidis abigdoni (da ilha Pinta), Chelonoidis fhantastica (ilha Fernandina), Chelonoidis sp (ilha Santa Fe) e a Chelonoidis elephantopus (ilha Floreana).

Galápagos, é formado por um conjunto de 13 ilhas, das quais apenas 4 são habitadas. Situa-se no Oceano Pacífico e pertence ao Equador, apresentando uma rica biodiversidade, com muitas espécies apenas encontradas no local.

Publicidade

Ficou famosa após a expedição de Darwin, quando ele estudou diversas espécies animais e vegetais para posteriormente publicar “A origem das espécies”, da qual se originou a teoria da seleção natural, que revolucionaria o estudo e compreensão da evolução animal.

As ilhas são protegidas pelo Parque Nacional Galápagos e o turismo é permitido. O acesso é por avião, saindo de Quito ou Quayaquil, no Equador e chegando em Baltra, ao norte da ilha Santa Cruz ou San Cristóbal. A taxa de acesso ao parque é U$100,00 por pessoa ou U$50,00 para brasileiros, e deve ser paga por todos que desembarcam nas ilhas. #Natureza #Curiosidades