A ministra do Ambiente da França, Ségolène Royal, anunciou na última terça-feira, dia 8 de dezembro, o interesse que a França tem em enviar um satélite ao espaço para medir a concentração de CO2 (dióxido de carbono) na superfície da Terra. Segundo estimativas da ministra, o projeto deve ficar pronto em 2020.

Esta divulgação foi feita durante a Cimeira do Clima (COP21), que está acontecendo na capital francesa, Paris. Segundo os estudos feitos nestes últimos anos, o dióxido de carbono (CO2), é o principal gás com efeito de estufa na Terra. Este gás é maioritariamente produzido pelas atividades do homem nos últimos tempos, e tem vindo a agravar este grave problema ambiental.

Publicidade
Publicidade

O metano é o segundo principal gás responsável pelo efeito de estufa no planeta. Este gás resulta da decomposição de matéria de origem orgânica. De acordo com os dados recolhidos pelo Jornal de Notícias, o metano contribui 25 vezes mais para o aquecimento global do que o dióxido de carbono. Assim, cada unidade de metano equivale a 25 unidades de dióxido de carbono.

O satélite desenvolvido pela França faz parte do projeto 'MicroCarb', do Centro Nacional de Estudos Espaciais Francês (CNES). A estimativa é que este satélite, que irá medir a concentração de dióxido de carbono, custará, inicialmente, cerca de 25 milhões de euros (aproximadamente R$ 103.712.000).

Este valor será financiado pelo Governo francês, já que o valor total de todos os custos relacionados com este satélite ronda os 175 milhões de euros (aproximadamente R$ 725.981.000).

Publicidade

A Alemanha tem desenvolvido um outro projeto, em simultâneo, que consiste num outro satélite, que irá medir, com grande precisão, as concentrações de metano na atmosfera, uma vez que este gás também é responsável pelo efeito de estufa no planeta.

O projeto alemão tem o nome de Merlin e deve ser fabricado pela Airbus. O valor total de custos relacionado com este projeto, já deve rondar a quantia de 250 milhões de euros (o que equivale a, mais ou menos, um bilhão de reais).   #Curiosidades #Europa #Mudança do Clima