Acidentes com peixes venenosos tem sido muito frequentes nas regiões costeiras do Brasil. Os bagres são animais peçonhentos venenosos, encontrados nos rios e no mar, tendo uma  variedade enorme de espécie e são mais encontrados nos litorais brasileiros. 

São peixes que mais causam acidentes, principalmente no litoral sudeste.  Segundo biólogos o envenenamento pelo bagre marinho, em geral, é mais grave que o envenenamento com o bagre de água doce.

O veneno do peixe é liberado pelos poderosos ferrões, que são três no total; um ferrão dorsal e dois ferrões peitorais ( espinhas). O acidente causa no paciente, dor intensa, edema local e em alguns casos, sintomas sistêmicos, mas não provocam necroses, é comparada a ferroada de uma arraia-lixa.

Publicidade
Publicidade

Recentemente, os banhistas do litoral Sul de São Paulo (Itanhaém e Santos), têm sido surpreendidos com a presença de bagres mortos na areia da praia, causando acidentes a sete pessoas em apenas uma semana, que procuraram o serviço médico para retirada do ferrão.  O caso mais grave foi de uma mulher que após pisar em um bagre, procurou a  UPA de Itanhaém para retirada do ferrão. Segundo o Diretor da UPA , Carlos Alberto Alonso Filho, a mulher informou, no momento do atendimento, que pisou em um saco de lixo onde estava o peixe bagre, tendo contato também com o lixo, que provavelmente lhe causou a infecção. Esta senhora foi internada em uma UTI com erisipela na perna até a altura da coxa.

A presença desses peixes mortos na praia, é graças a alguns pescadores, que os pescam e jogam no mar, o vai e vem das ondas os trazem de volta para praia.

Publicidade

É importante que os banhistas, surfistas e pescadores redobrem a atenção ao caminhar à beira mar, na areia fofa da praia, para não pisarem neles mortos e principalmente ao tirá-lo do anzol.

Se sofrer acidente com o bagre não o arranque sozinho, o ferrão pode ficar preso, coloque água morna para promover dilatação dos vasos e proporcionar  alívio  da dor,  até  conseguir chegar a um serviço de saúde, para retirada do peixe.

Dicas aos pescadores

  • Se pescar o peixe bagre não devolvê-lo morto ao rio ou mar;
  • Retirá-lo do anzol com ajuda  de alicate de ponta, próprio para pescarias;
  • Se retirá-lo vivo, vá até um local em que a água chegue ao joelho e o devolva, porém vivo;
  • Em hipótese alguma, jogá-lo em sacos de lixos, areia da praia, beira de rios ou lagos.

"A segurança de todos, depende da consciência que cada um". #Natureza #Animais