O ator norte-americano, de renome internacional, Johnny Depp, disse, em certa ocasião, que “as únicas criaturas que são evoluídas o bastante, para carregar o amor puro são cachorros e crianças”. A frase de Depp, infelizmente entra em choque com a triste realidade de #Animais machucados, doentes ou que são simplesmente abandonados e jogados fora, porque, por algum motivo, não satisfazem mais o desejo egoísta dos seus antigos donos.

Tanto é assim que, anualmente, aproximadamente, 30 milhões de animaizinhos das mais diferentes espécies e tamanhos são abandonados somente no Brasil. O número astronômico citado é oriundo da OMS – Organização Mundial de Saúde, a qual, inclusive e infelizmente, levantou a bandeira que, com a aproximação do período das férias escolares, esse número aumenta ainda mais.

Publicidade
Publicidade

Mesmo que a atitude covarde de se abandonar os animais seja considerada um crime no código penal brasileiro e de muitos outros países, a lei não consegue coibir totalmente a prática nociva e as autoridades têm de contar com o apoio de grupos de pessoas e organizações protetoras dos animais, que lutam arduamente no combate desse malefício do #Comportamento de desamor dos seres humanos, nos 4 cantos do mundo.

O que mais precisa ser feito para coibir o abandono de animais é a prevenção da prática de jogá-los literalmente fora, ou seja, os indivíduos precisam ser sensibilizados quanto ao resgate dos verdadeiros sentimentos de amor e amizade genuínos entre animais “irracionais” e o próprio ser humano.

Pensando na melhor forma de fazer esta ação com sucesso, a 30 Millions d’Amis (30 Milhões de Amigos), que é uma instituição da França atendendo os animais em condições precárias, criou um vídeo que, rapidamente, tem se tornado viral na internet e redes sociais de tão emocionante e, ao mesmo tempo, singelo.

Publicidade

É impossível para quem de fato gosta de animais, ficar alheio ou não se emocionar após assistir o vídeo em questão. Não precisa somente gostar de animais para ficar com lágrimas nos olhos, mas no mínimo ser ou estar sensível a outros seres ou vidas.

Em resumo é a história de um cãozinho, já idoso, que participa diretamente no salvamento da vida de seu dono durante um grave acidente automobilístico, tendo a estória quase no seu final, uma reviravolta estupenda, chamando todas as pessoas de bem para um momento de reflexão acerca da má ação do abandono, na maioria das vezes, de criaturinhas indefesas e que são, realmente, os amigos mais fiéis que as pessoas têm próximas de si. #Cães

Veja o vídeo e se emocione você também: