A história de #Zezinho chocou pessoas em todo o país, por conta da violência que este pequeno ser sofreu. Após o animalzinho ter sido levado para uma clínica veterinária em estado crítico e extremamente debilitado, depois de sofrer diversas agressões, ele começou a ser cuidado pela veterinária Giovanna Freire. 

"Ele foi trazido por uma pessoa que cuida de animais de rua. Quando Zezinho chegou nós começamos a medicá-lo apropriadamente", afirmou a especialista. Sabendo de todo o ocorrido, e que o cachorro teria sido maltratado durante um longo tempo por seu antigo dono, veterinárias de uma clínica de Santos, cidade do interior de São Paulo, decidiram iniciar uma campanha na internet para encontrar um novo lar para Zezinho. 

Contando um pouco sobre a triste trajetória do cãozinho, a clínica organizadora da campanha descreveu Zezinho como um sobrevivente, pois após ser resgatado de um estado quase à beira da morte, ele conseguiu retomar um pouco da sua alegria.

Publicidade
Publicidade

A campanha conquistou em peso as pessoas via Facebook e em diversas outras mídias, fazendo com que as pessoas se mobilizassem para encontrar uma nova família para o cachorrinho.

Mas nem tudo são alegrias, as agressões que Zezinho sofreu o levaram a perder os movimentos em suas patas traseiras, tendo, agora, que usar uma cadeira de rodas adaptada para auxiliá-lo a se locomover com as patinhas traseiras. A veterinária relatou que o cachorrinho teve que permanecer sedado por cinco dias até a cirurgia, por conta das dores e do sofrimento que ele estava passando. Após a cirurgia ter sido realizada, Zezinho precisou permanecer internado por mais dez dias.

Mesmo com todo o carinho e afeto criado pelo animalzinho, as veterinárias querem deixar claro que Zezinho precisa de um novo lar, com uma família que proporcione o amor e carinho que lhe faltaram em todos esses anos de sofrimento. 

Por meio da página 'Adote o Zezinho' é possível obter mais informações sobre como adotar o cãozinho e proporcionar-lhe uma recuperação feliz, e, principalmente, um novo lar.

Publicidade

Ainda, para colaborar com a campanha de adoção do animalzinho, as veterinárias criaram um vídeo contando a história de Zezinho. Confira:

Para adotar o cãozinho basta que a família interessada entre em contato com as veterinárias. Toda forma de amor é válida, e o Zezinho precisa de mais carinho do que nunca. Adote! #Cães