Uma pesquisa realizada pela Universidade do Mississipi descobriu que os seres humanos não são os únicos a se comunicarem com seus filhos ainda no útero. De acordo com a pesquisa, as mamães golfinhos são capazes de ensinar a seus bebês uma espécie de "apito assinatura" antes do seu nascimento e durante as semanas seguintes. Esses sons são produzidos pelos #golfinhos e usados por eles para poderem identificar seus filhos dos demais. Os filhotes também são capazes de desenvolver seu próprio apito, mas a mãe golfinho tem a função de ensinar o som que ela mesma produz para poder se comunicar com o filho.

De acordo com os estudos dos dois últimos anos, quando um filhote de golfinho denominado Mira nasceu no parque aquático Six Flags Discovery Kingdon, na Califórnia, os pesquisadores realizaram uma pesquisa contendo mais de 80 horas de gravações, entre dois meses antes e dois meses após o nascimento.

Publicidade
Publicidade

Durante as gravações, foram registrados sons da mãe com seu filhote e mais cinco golfinhos que estavam com eles. O principal objetivo das gravações era capturar os sons para poderem compreender a comunicação das mãe com o bebê golfinho.

Os investigadores notaram que a mãe começou a intensificar o seu ruído duas semanas antes do nascimento do filhote. Após o nascimento do mesmo, o ruído foi diminuindo gradativamente. De acordo com a pesquisadora Audra Ames, os demais golfinhos dentro do grupo não produziram ruídos. Mas quando a mãe resolveu diminuir o seu ruído, os outros golfinhos começaram a intensificar o seu sinal. Para a pesquisadora, os membros do grupo resolveram fazer silêncio para que o filhote não confundisse o som emitido pela mãe com os sons emitidos pelos demais golfinhos.

Ainda de acordo com a pesquisa, diante dos dois meses de idade, os golfinhos começam a produzir os seus próprios ruídos semelhantes aos demais membros do grupo.

Publicidade

De acordo com os pesquisadores, os estudos deverão ser intensificados nos próximos anos. Os pesquisadores acreditam que, assim como os golfinhos, outros mamíferos aquáticos também possuem a capacidade de comunicação; um exemplo disso são as baleias brancas que deverão ser estudadas nos próximos anos. #Entretenimento #Curiosidades