O sonho de quase toda criança ou adolescente é ter um unicórnio em casa. Ver um unicórnio é possível, mas também não é uma tarefa muito fácil, por isso fizemos uma lista com alguns “unicórnios” reais ainda vivos, mas não vai achando que são criaturas mágicas que voam e tem super poderes, conheça hoje 5 tipos de “unicórnios” vivos ainda na terra.

Rinoceronte-indiano

O Rinoceronte-indiano é um mamífero que pode chegar a medir até 2 metros de altura, essa espécie de “unicórnio” foi encontrada no Nepal e na Índia, sua espécie já foi ameaçada de extinção. Hoje, graças a leis rígidas que impedem a maioria dos caçadores, a espécie do animal já passa de 3 mil, e 70% deles vivem sob cuidados especiais nos parques internacionais. 

Narval

Como em todas as histórias sempre ouvimos que os unicórnios possuíam poderes mágicos, o Narval é conhecido por ter “poderes” sensoriais.

Publicidade
Publicidade

O Narval já foi citado em várias teorias como se fosse uma evolução dos unicórnios adaptada para viver na água, mas essa teoria já foi descartada pelos cientistas. 

O que parecem ser chifres, na verdade são presas e as presas do Narval pode chegar a medir até 2,6 metros de comprimento, praticamente sendo a metade do  tamanho do seu corpo. Em sua espécie, os machos que são os que possuem os maiores “chifres” e uma pesquisa feita recentemente mostra que, quanto maior o “chifre”, mais saudável esta o animal.

Unicórnio-de-nariz-curto

Em águas mornas também podem se encontrar unicórnios em forma de peixes coloridos, a espécie contém uma saliência na cabeça que se parecem com chifres de unicórnio. O maior peixe da espécie encontrada media 60 centímetros de comprimento, e seu chifre chegou a medir até seis centímetros, quanto mais velho o animal, maior é o seu chifre. 

Órix-da-Arábia

O Órix é um dos #Animais que mais se assemelha aos unicórnios retratados hoje em dia.

Publicidade

O animal já foi descrito como protótipo da tal criatura mística. Assim como todos os animais da lista, os Órix já correram risco de serem extintos. Em 1970 ele foi declarado como extinto, mas graças a um programa de procriação bem-sucedida, o animal foi reintroduzido em países como Omã, Israel e Jordânia. Estima-se que mais de mil deles estejam vivendo na natureza.  #Curiosidades #Viral