Não foram unicamente as pessoas que tiveram as suas vidas afetadas diretamente pela onda de frio intenso abaixo de zero, que assolou até os países comumente com uma temperatura mais quente da #Europa, como, por exemplo, é o caso da Grécia, situada nos Bálcãs. A rede de transportes foi momentaneamente interrompida em muitas cidades gregas, escritórios foram fechados em caráter excepcional e os refugiados que estão instalados no país também sofreram com as fortes nevascas. Entretanto, o mesmo aconteceu em relação aos #Animais selvagens e silvestres, típicos da fauna grega. Que o digam os ursos que habitam o "Santuário Arcturus de Nymphaio", o qual está localizado na cidade de Florina, noroeste grego, próxima a Albânia.

Publicidade
Publicidade

Devido a tanto frio e neve, o relógio biológico destes animais foi automaticamente acionado, fazendo com que os indivíduos da espécie começassem a procurar os seus abrigos e tocas para poderem fazer a costumeira hibernação dos ursos. Panos Stephanou, funcionário do Santuário Arcturus, declarou para a ANA – Agência de Notícias Atenas – Macedônia, que os ursos mais velhos foram os primeiros a querer dormir, sendo seguidos logo na sequência pelos animais mais jovens, procedentes do jardim zoológico da segunda maior cidade grega, que é Thessaloniki.

Neste momento há um total de 15 ursos hibernando no abrigo da vida selvagem de Arcturus e, paralelamente, existem quatro ursos que, como crianças teimosas, ainda não resolveram tirar o seu sono prolongado, mas esses últimos estão morando em um outro abrigo.

Publicidade

A título de ilustração para os menos avisados, a Grécia, embora seja um país pequeno (tem o tamanho aproximado do estado brasileiro do Ceará), não deixa de reservar inúmeras surpresas e belezas aos turistas e viajantes que por lá têm a oportunidade de chegar. Comumente são as famosas ilhas gregas com as suas casinhas caiadas de branco centenas de vezes, que funcionam como cartão-postal da nação ou se não, Atenas a capital, com as suas construções históricas milenares, uma verdadeira aula da história humana a céu aberto.

No entanto, desta vez a atração é a pequena aldeia de Nymphaio – lar dos ursos – na cidade anteriormente mencionada de Florina, que é o ponto de atração dos visitantes. Na realidade, Nymphaio (como toda a região da Macedônia ocidental), foi por diversas vezes incluída nas listas dos guias de viagem como uma das “dez aldeias mais belas da Europa”. Tanto é assim, que toda esta região da Grécia conquistou o “Prêmio Internacional Melina Mercouri” dado pela UNESCO, como um dos locais de excelente gestão do patrimônio cultural do povo grego. A Grécia com os seus ursos, um dos lugares para se conhecer antes de morrer. #Turismo