#verão! Nessa época do ano muitas pessoas aproveitam o calor para ir à #Praia, mas além da diversão devemos nos preocupar com os perigos do mar. Devido a um grande número de incidentes que vem acontecendo durante este período, este artigo traz um assunto que devemos ter muito cuidado, a “corrente de retorno”.

Você já deve ter ouvido falar sobre “ressaca” ou “correntezas”, as correntes de retorno são correntes estreitas que se movem rapidamente para longe da costa. Elas formam uma faixa de 15 a 30 metros de largura, e pode se estender a 90 metros de comprimento.

As correntes podem alcançar uma velocidade de mais de oito quilômetros por hora, que é mais rápido do que um nadador olímpico.

Publicidade
Publicidade

Isso a torna perigosa e potencialmente mortal, e os cientistas querem saber mais sobre esse fenômeno, para que possamos prever melhor quando e onde elas vão se formar, e manter os banhistas seguros.

Como identificá-las e evitá-las?

As ondas não precisam ser grandes para formar uma corrente de retorno, trinta centímetros ou um metro já é necessário para que ela se forme. E o tempo não precisa estar fechado ou ter uma tempestade, elas ocorrem frequentemente nos dias calmos e ensolarados.

Elas geralmente são mais fortes comparadas as ondas comuns, muitas vezes se formam perto da costa ou de canais. As correntes são muitas vezes difíceis de ver, mas você pode identificá-las em áreas onde as ondas não quebram ou onde há espuma e algas. É mais fácil visualizar nas partes mais altas da praia, como uma duna de areia ou uma torre de salva-vidas, por exemplo.

Publicidade

Para banhistas inexperientes e que não conhecem a praia em que vai visitar devem verificar se existem placas de avisos para que não seja apanhado de surpresa.

Mas e se eu cair acidentalmente em uma corrente de retorno, o que devo fazer? Nunca tente voltar diretamente em direção à praia, como dito anteriormente, a velocidade em que elas circulam é maior do que a de um nadador olímpico. Será como subir em uma escada rolante que está em sentido oposto, você cansará e poderá se afogar rapidamente.

Os salva-vidas aconselham a sempre nadar para as laterais até sair da corrente, assim você conseguirá voltar com mais tranquilidade para a praia. Lembre-se sempre dessas #Dicas para que você possa ter uma diversão segura e aproveitar ao máximo o verão.