Segundo pesquisas, o norte-americano comum usa - e descarta - em média 167 garrafas plásticas por ano. Quando esse indivíduo chegar aos 60 anos de idade, terá jogado cerca de dez mil garrafas plásticas no lixo. O plástico é um dos materiais de uso comum mais agressivos ao #Meio ambiente, já que sua decomposição completa pode levar centenas de anos. Boa parte de todo o plástico descartado vai parar nos mares, matando diversas espécies de animais marinhos e prejudicando o ecossistema marítimo como um todo.

O fotógrafo Benjamin Von Wong, de Montreal, resolveu chamar a atenção do mundo para esse tema tão delicado, que é a #Poluição e seu impacto sobre o meio ambiente.

Publicidade
Publicidade

Para isso, Von Wong produziu um belíssimo ensaio fotográfico que mostra sereias ''sobrevivendo'' em meio à poluição causada pelo descarte de materiais plásticos. O fotógrafo utilizou exatamente 10 mil garrafas plásticas - número corresponde a apenas um indivíduo - para compor as lindas fotografias que você vai ver a seguir.

Em um documentário, no qual o fotógrafo conta como foi o processo criativo das fotografias, Von Wong lembrou que ''falar sobre algo tão horrível pode ser feito de maneira extravagante''. Para incentivar ainda mais a discussão a respeito desse tema, entusiastas criaram a hashtag #MermaidsHatePlastic (Sereias Odeiam Plástico, em tradução livre).

Veja abaixo as fotos produzidas por Benjamin Von Wong:

Você pode assistir também ao vídeo que mostra um pouco do processo de produção das fotografias, nas quais foram utilizadas garrafas plásticas descartadas.

Publicidade

O vídeo chama a atenção para um dado ainda mais chocante a respeito da poluição dos mares: caso não formos capazes de reduzir nosso descarte de materiais plásticos, em 2050 teremos mais plástico do que peixes nos oceanos!

Consequências da poluição marinha

As principais causas da poluição marinha, além do descarte de lixos materiais, como plásticos, metais, vidros e outros, são:

  • vazamentos ou descarte proposital de petróleo, combustíveis e demais produtos químicos;
  • lançamento de esgoto doméstico e resíduos industriais nas águas, sem o devido tratamento;
  • deposição de resíduos radioativos resultante da queima de combustíveis nucleares, utilizados em submarinos nucleares;
  • descarga de lama de dragagem, resultante do processo de escavação de rios, canais e acesso a portos, visando o aumento de sua largura e profundidade com diversas finalidades, incluindo a exploração de recursos marinhos de valor comercial, tais como depósitos minerais, alguns tipos de moluscos e até diamantes.

Tais poluentes acabam por prejudicar o ecossistema marinho, gerando desequilíbrios ecológicos graves.

Publicidade

Além disso, a ingestão de peixes e frutos do mar contaminados pode causar prejuízo à saúde humana, e também à saúde dos pássaros. Estes últimos morrem também ao entrar em contato com vazamentos de petróleo, pois o peso do óleo sobre suas penas os impede de nadar e voar, afetando sua capacidade de sobrevivência.

Agentes poluentes tornam também as praias impróprias para banho e afetam profundamente a região dos mangues, causando sua degradação. #fotografia