Publicidade
Publicidade

A #hidroponia é um modelo de cultivo que utiliza o sistema suspenso como alternativa ao uso de plantio na terra. A palavra hidroponia deriva do grego, dos radicais hydro, que significa água, e ponos, trabalho. Portanto, como as plantas são cultivadas sem solo, são necessárias técnicas especiais e também é essencial aplicação de substratos.

Os substratos são as proteínas adicionadas a água para nutrir as plantas, visto que possuem raízes que ficam mergulhadas dentro da água. Os produtos fertilizantes e hidropônicos são atualmente encontrados em supermercados. A hidroponia apresenta vantagens no sentido de poder ser feita dentro de estufas com clima controlado, o que permite que a produção ocorra durante os 12 meses do ano.

Publicidade

Isso possibilita utilizar um espaço reduzido para o cultivo. Ao plantar em estufa se produz mais e com maior qualidade devido ao balanceamento e controle dos produtos bem como ambiente e temperatura. Possui sistema fechado, então, reduz o gasto de água, é usado muito menos agrotóxicos e, por consequência, a poluição é menor. A hidroponia também surge como alternativa onde o solo não é mais fértil ou há falta de espaço no solo para cultivo.

A técnica está difundida pelo mundo e encontra-se em sua maioria em regiões como Europa, América Central e Oceania. Mesmo assim é presente no Brasil e está em crescimento, de forma que é encontrada em regiões perto de centros urbanos devido à escassez de terras ou por serem terras mais caras. A região Sudeste possui o maior volume de produção hidropônica atualmente.

Publicidade

A técnica, ainda que um pouco antiga, recebeu esse nome pela primeira vez pelo pesquisador W. F. Gericke, da Universidade da Califórnia (EUA), que até hoje é chamado de pai da hidroponia, não por tê-la inventado, mas por ter realizado avanços científicos nessa área. Uma técnica parecida é a aeroponia, que utiliza aspersão de gotículas de água sobre as raízes das plantas, que também ficam suspensas.

Dessa forma, ao cultivar os vegetais em solução nutritiva é necessário que ela forneça a quantidade exata de nutrientes (minerais essenciais) constantemente para que a planta se desenvolva de maneira melhor. As soluções são caracterizadas por: solução A (fosfato monopotássico, nitrato de potássio, sulfato de magnésio), solução B (nitrato de cálcio, EDTA-Fe) e solução C (sulfato de manganês, ácido bórico, sulfato de cobre, molibdato de amônio, sulfato de zinco).

Ainda existem as soluções intermediárias: solução A (sulfato de amônio, EDTA, sulfato ferroso, água qsp) e solução B (superfosfato de cálcio, sulfato de potássio, sulfato de magnésio, sulfato de manganês, ácido bórico, sulfato de cobre, molibdato de amônio, sulfato de zinco e água). Outra solução é o uso da vinhaça como opção barata para cultivar alface, agrião, entre outros. #2018 #Agricultura