Quem optar por visitar Belo Horizonte certamente vai se encantar com as belezas da capital das Minas Gerais. Além dos atrativos turísticos, a receptividade mineira é inquestionável. Neste artigo você vai saber mais sobre os lugares a serem visitados em Belo Horizonte. Com seus vários espaços dedicados ao relaxamento com lindas áreas verdes, lindos conjuntos arquitetônicos, uma culinária amada e conhecida em todo o mundo, Belo Horizonte se torna inesquecível. Conhecida como a capital nacional dos botecos, é quase obrigatório sentar-se a mesa de um deles de trocar uns dedinhos de prosa, vendo a noite abraçar um Belo Horizonte.

O que você não pode deixar de visitar em Belo Horizonte

Mercado Central - Visitar o Mercado Central de Belo Horizonte é vivenciar o modo mineiro de ser.

Publicidade
Publicidade

Com mais de 400 lojas onde você encontra um pouco de tudo; em um ambiente rustico e extremamente agradável onde a "mineiridade" está aflorada e o visitante se sente em casa. No Mercado Central de Belo Horizonte você encontra pratos da culinária local, a boa cachaça mineira, os deliciosos queijos produzidos em Minas Gerais. Outro bom motivo para visitar o Mercado Central é para "tomar em pé", ou seja, existem vários botecos dentro do Mercado Central de BH onde você pode tomar uma deliciosa cerveja estupidamente gelada servida no balcão com deliciosos petiscos como o famoso fígado com jiló na chapa, onde você bebe e come de pé.

Arte e cultura - Belo Horizonte oferece muitas opções culturais. Você pode visitar vários museus e espaços culturais, vale a pena verificar os espetáculos que estão em cartaz na cidade.

Publicidade

Você pode embarcar na "Linha de #Turismo centro-sul" que faz a rota nos principais pontos turísticos, a #Viagem é feita em ônibus executivo com ar condicionado, TV de bordo, internet wi-fi, você vai poder contemplar com tranquilidade as belezas de Belo Horizonte. Nos dias úteis a "Linha de turismo" faz o seguinte trajeto: Praça da Estação, Museu de Artes e Ofícios, Centro Cultural UFMG, Parque Municipal, Palácio das Artes, Conservatório UFMG, Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem, Centro de Cultura Belo Horizonte, Centro de Referência da Moda, Museu Inimá de Paula, Museu Mineiro, Basílica Nossa Senhora de Lourdes, Circuito Cultural Praça da Liberdade, Praça da Savassi, Shopping Pátio Savassi, Museu das Telecomunicações, Museu Histórico Abílio Barreto, Shopping Diamond Mall, Mercado Central e Minascentro. Aos sábados, domingos e feriados, o itinerário inclui a Praça do Papa, o Parque da Serra do Curral, o Parque das Mangabeiras e a Rua do Amendoim.

Pampulha - A lagoa da Pampulha é o principal cartão postal de Belo Horizonte.

Publicidade

A Pampulha abriga o mais belo conjunto arquitetônico da capital mineira. Nesta região também estão o Mineirão e o Mineirinho, estádios que já foram palcos de grandes disputas de futebol, vôlei e de shows inesquecíveis. Na orla da lagoa estão as 03 primeiras obras assinadas por Oscar Niemeyer na década de 40 são elas: Museu de Arte da Pampulha, que originalmente funcionava como um cassino; Casa do Baile, que abrigava um restaurante e um salão de festas; e a igreja de São Francisco de Assis, principal ponto turístico cidade, que possui 14 painéis de azulejo de autoria de Cândido Portinari retratando a Via Sacra. Toda a área é rodeada de belos jardins.

Turismo de boteco - Capital brasileira dos botecos, Belo Horizonte orgulha-se de ter o maior número de botecos por habitante do Brasil. E tem bares para todos os gostos e bolsos, com uma vida noturna agitada, BH recebe seus visitantes com a costumeira hospitalidade mineira, para levar uma boa prosa em volta de uma mesa de boteco. O capricho na preparação dos petiscos tipicamente mineiros deixam todos com água na boca. E para acompanhar um bom tropeiro, pastelzinho de angu e aquele torresminho nada melhor que um chope gelado ou uma boa cachaça das Minas Gerais.

Belo Horizonte é um "trem" lindo que você vai aprender a amar! #Entretenimento