O muito aguardado show de Pearl Jam surpreendeu seus fãs. Nessa sexta-feira (20) em Belo Horizonte 42 mil pessoas assistiram ao show no Estádio do Mineirão. A banda tocou 36 de suas músicas e Eddie Vedder ainda fez declaração em português sobre a tragédia de Mariana, prometendo doar seu cachê para as vítimas.

Depois de tocar em São Paulo, Porto Alegre, e Brasília a banda norte-americana de rock alternativo dos anos 90, Pearl Jam pisou na capital mineira pela primeira vez. E domingo (22) vai atuar no Rio. O show da banda teve 3 horas de apresentação, cantaram 36 músicas. A abertura do set list foi com “Rain” e para o encerramento do show escolheram “Yellow Ledbetter”. Foi emocionante essa apresentação de Pearl Jam, que relembrou recentes tragédias.

Publicidade
Publicidade

Mariana

Eddie Vedder, vocalista da banda discursou sobre o rompimento da barragem da mineradora Samarco, em Mariana, pedindo para que os responsáveis sejam duramente punidos para que não esqueçam o triste desastre que causaram, “Quando essas grandes empresas usam e abusam de terras apenas para lucrar sem nenhum respeito pelo meio ambiente. Acidentes tiram vidas, destroem rios, e ainda assim eles conseguem lucrar.”. Ed foi mais além e afirmou doar o valor dos ingressos do show para as vítimas atingidas por esse desastre, e que é sua intenção a criação de um fundo de assistência aos lesados pela tragédia.

Atentados de Paris

“Uma terrível tragédia aconteceu na semana passada. Por favor acendam seus celulares e vamos mostrar a todos amor e apoio a Paris”, foi assim que começou a homenagem às vítimas do ataque terrorista de Paris da passada semana.

Publicidade

À luz de milhares de lanternas de celular, o público e a banda cantaram todos juntos “Imagine” de Jonh Lennon, um dos momentos mais emocionantes do show. A banda Eagles of Death Metal também foi lembrada pelo Pearl Jam, que tocou a #Música “I want you so hard“. Essa era a banda que estava atuando na casa de shows Bataclan em Paris, quando ela foi tomada pelos terroristas do Estado Islâmico na sexta-feira (13), ocasião em que dezenas de pessoas morreram.