Após denúncia de vizinhos, o grupo "Do Bem Pet" encontrou quatro #Animais em estado deplorável. Eles estavam Magros, repletos de carrapatos, pulgas e vermes. Os cachorros estavam em uma residência situada no bairro Rosário, na cidade de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais.

Na residência ainda foram encontrados oito cães mortos dentro sacos, dois mortos no quintal, todos provavelmente haviam sido envenenados.

Segundo relato de vizinhos, eles acreditam que o dono do imóvel, um senhor de aproximadamente 50 anos, é quem estaria maltratando e matando os animais. “Vizinhos disseram que esse senhor pegava os animais nas ruas de Nova Lima, trazia para sua residência e depois, à pauladas, mata os animais.

Publicidade
Publicidade

Era com tanto requinte de crueldade, que alguns ele decepava os membros, uma coisa hedionda, não podemos permitir mais este tipo de coisa”, disse Juliana Martins, integrante do grupo “Do Bem Pet”.

A protetora informou ainda que eles teriam adentrado à residência do suspeito com o auxilio de vizinhos. “Ele provavelmente tem problemas mentais, mas quando chegamos, ele nos recebeu bem, foi cordial. Resgatamos esses quatro cães depois que conseguimos convencê-lo de iríamos levá-los para adoção”, contou Júlia.

Os quatro cachorrinhos resgatados foram levados a um veterinário da cidade que diagnosticou vários problemas, tais como anemia, bicheira, verme, baixo peso em relação à idade e trauma psicológico.

A voluntária “Do Bem Pet” cobrou atitudes das autoridades da cidade Nova Lima. “A população deve denunciar atrocidades como esta e o Poder Público tem a obrigação de fazer cumprir a lei de proteção aos animais.

Publicidade

A responsabilidade pelo controle da proliferação é da prefeitura. É um absurdo não ter nem vacina contra raiva”, denunciou.

“Graças às boas almas, já conseguimos doação de ração e lar temporário, mas agora precisamos achar donos e conseguir arcar com o tratamento veterinário dos mesmos, que no momento já está em R$ 600 reais”, desabafou.

Quem quiser e puder ajudar com doações ou fazer alguma denuncia, basta acessar a fanpage do grupo “dobempet”.

#Crime