A cada ano o carnaval de rua de Belo Horizonte (MG) mostra que veio pra ficar. Depois de anos sem comemorar os festejos momescos, a capital mineira se firmou com uma opção para quem curte a festa. Em todas as regiões da cidade, blocos animam os foliões. 

Neste ano vários blocos e eventos prometem deixar o #Carnaval de BH mais animado. Antes mesmo da data oficial, vários grupos carnavalesco saíram às ruas para comemorar a festa pagã.

Neste sábado (30/01) vários blocos agitaram a cidade que já está em clima de carnaval.

Tradicional atração na capital, a Banda Mole animou a Av.Afonso Pena e arrastou uma multidão para o centro da cidade.

Publicidade
Publicidade

 

Fundada em 1975, em seu  primeiro desfile, a Banda Mole saiu com aproximadamente 100 pessoas animadas por uma banda de chão. A forma democrática de comemorar o canraval caiu no gosto e o evento, que faz parte do calendário da cidade, já reuniu mais de 100 mil pessoas para a rua.

Este ano a alegria foi garantida por dois trios elétricos e um palco fixo. Bloco Afroreggae (RJ), Bloconejo (RJ), Zé da Guiomar, Meu Rei, Thiago Carvalho e Jonny Zé foram algumas das atrações.

No bairro Santo Antônio os foliões se encontraram para acompanhar o bloco "Mama na Vaca", que segundo os organizadores levou 5000 pessoas para a festa. Ainda no Santo Antonio, o bloco Santo Bando, criado em 2004, também animou cerca de 4000 mil pessoas que participaram da festa.

Para fechar a noite de sábado, o Concurso de Marchinhas Mestre Jonas anunciou a composição vencedora da quinta edição em um eveno no Mercado Distrital do Cruzeiro.

Publicidade

A marchinha “Não enche o saco do Chico” venceu a disputa. Composta por Marcos Frederico e Vitor Velloso a letra brincou com a hostilização sofrida pelo cantor  e compositor Chico Buarque no Rio de Janeiro.

“Prefeito, libera o cooler”, de Helton Lima e Joílson Cachaça, e “A letra da marchinha”, de Pablo Castro, conquistaram o  segundo e terceiro lugares respectivamente.

Domingo de sol e folia

Os foliões que saíram para festejar no domingo também encontraram muita animação. No bairro Gutierrez, região Oeste da capital, o bloco "Me Beija que sou Pagodeiro" levou cerca de 15 mil pessoas às ruas. 

Pela manhã, na região da Savassi, o bloco infantil 'Padecendo na Folia' reuniu famílias que levaram crianças fantasiadas curtir o carnaval. À tarde, o bloco "US Bethoven"  se concentrou entre as ruas Inconfidentes e Paraíba. Apesar da homenagem ao compositor clássico, o bloco que foi criado em agosto de 2015 traz pérolas da música brega para animar a festa.

No Parque das Mangabeiras o bloco "Jângalove" atraiu 6 mil pessoas de acordo com a organização. O grande número de foliões fez com que os portões fossem fechados. A animação seguiu até as 22 horas. O evento gratuito contou com bares e food trucks. #Entretenimento