O Viaduto de Santa Tereza nunca viu tanta agitação cultural em seus quase 90 anos de história. Se antes por ali passavam, elegantes, Carlos Drummond de Andrade e Fernando Sabino a desafiar seus arcos - Sabino confessa o ato no livro "O Encontro Marcado"; Drummond jamais confirmou a história da travessia ousada -, nos dias de hoje a grande aventura cultural é ocupar aqueles metros de asfalto que separam centro e a Zona Leste da capital com lazer e atrações que revelem a diversidade da capital. A tradição para a cultura já é bastante conhecida na área abaixo do viaduto. Ali, ponto tradicional para eventos que envolvem especialmente a cultura hip hop, como desafios de Rappers, Djs e Mcs.

Publicidade
Publicidade

Mas só recentemente sua parte mais visível virou palco para manifestações artísticas diversas.

O primeiro Festival Cidade Viva aconteceu em 24 de janeiro deste ano. Fez tanto sucesso que, em pouquíssimos dias, seus organizadores já obtiveram o aval para realização de outras 11 edições do evento. A próxima já tem data confirmada: domingo, 28 de fevereiro, das 9 da manhã às 5 da tarde. Nesse período, o viaduto ficará fechado para circulação de veículos e estará entregue à população. Um dia animado por brincadeiras, shows, atividades culturais, oficinas, além de food trucks e food bikes. Segundo seus organizadores, Marcos Honorato e Fabiano Prata, "a proposta do Festival Cidade Viva é valorizar um dos cartões postais da cidade, com diversas atrações". A entrada é gratuita, e dá acesso a uma programação cultural extensa.

Publicidade

Haverá shows de jazz, rock, música instrumental de percussão, Djs, apresentações de teatro, oficinas variadas, entre outras atrações para todas as idades.

O evento cresceu

O espaço Melhor Idade vai oferecer mais atividades, como oficinas de Tai Chi Chuan e Yoga, oficina de Artesanato e Oficina de Trabalhos Manuais, onde o público vai poder aprender a fazer uma mosquiteira que ajuda na eliminação do mosquito vetor da dengue. A peça é feita com recicláveis.

O Palco Kids também terá novidades: o Teatro Mundo das Águas, que visa difundir uma mensagem para a preservação deste bem tão precioso, e o Teatro de Fábulas Brasileiras, que valoriza a cultura nacional. Palco Santê teve sua grade de shows ampliada, com estilos variados, visando atrair também turmas de amigos e casais sem filhos que queiram passar um dia diferente. Além disso, a programação deste espaço terá um aulão de alongamento e aula de Zumba.

Os organizadores do evento anunciaram as demais datas para o Festival Cidade Viva - uma por mês até o final de 2016: 20 de março, 10 de abril, 15 de maio, 12 de junho, 17 de julho, 14 de agosto, 18 de setembro, 9 de outubro, 6 de novembro e 11 de dezembro.

#Entretenimento