A prática da corrida vem ganhando espaço no interior de Minas Gerais, transformando pessoas comuns em verdadeiros atletas - nada amadores. Com esse movimento, duas corridas realizadas no último final de semana, 19 de março, tiveram competidores com esse perfil subindo ao pódio. “As pessoas buscam o treino em corrida para uma melhor qualidade de vida. Com o tempo, tomam gosto pelo esporte e começam a se desafiar”, conta Douglas Rosendo, proprietário da Academia Sport Defense, que oferece aulas de Corrida de Rua na cidade de Itabirito, a 56km da capital mineira.

Fernanda Cristina Barbosa da Silva Avellar, 30 anos, é uma das praticantes que decidiu se arriscar em uma competição.

Publicidade
Publicidade

Ela participou da 1ª etapa da Copa Training Rum, em Rio Acima (cidade vizinha à capital Belo Horizonte). “O gosto pela corrida começou tem pouco tempo. Eu ficava insegura para competir, mas tomei coragem e fui. E acabou sendo muito bom! Na hora não existe medo, a adrenalina sobe e o cansaço desaparece”, descreve Fernanda Avellar, que correu 5km em um percurso de trilha e ficou em 5º lugar entre cerca de 300 competidores.

Com o bom desempenho, ela já planeja correr na 2ª etapa da prova, que acontece dia 15 de maio, em Brumadinho. “Eu treino com o objetivo de ter saúde, gastar com atividade física e não com farmácia. Assim, meu condicionamento físico está mais forte; durante a corrida, não cheguei à exaustão e, no dia seguinte, sem dor alguma no corpo”, destaca.

Outro exemplo do novo perfil de atletas vitoriosos é Flávia Eloiza Costa, estudante de Educação Física e professora de Hiit na Academia Sport Defense.

Publicidade

Ela conquistou o 2º lugar na 1ª etapa da Corrida de Rua 2016 de Itabirito. Aos 26 anos, Flávia participa de disputas e incentiva seus alunos a se desafiarem também. “Os benefícios vão muito além do corpo bonito e definido. Melhora o humor, a qualidade do sono, tonifica os músculos, fortalece o coração, amplia a capacidade de funcionamento dos pulmões, traz equilíbrio para o corpo e a mente e, de quebra, melhora a autoestima!”, destaca.

Atualmente, a Academia Sport Defense possui 200 praticantes de corrida de rua, artes marciais, ginásticas e treinamentos funcionais. Desse número, Douglas Rosendo estima que 70% dos alunos participam de disputas por todo o Brasil. “O interessante é que grande parte dos competidores procuram a academia para melhorar algum aspecto físico, mas o esporte acaba se tornando uma paixão”, comenta o professor. A Sport Defense está aberta das 7h às 12h e das 15h30 às 22h30, à Rua Artur Bernardes, 244, Centro de Itabirito. Para mais informações, os telefones são (31) 98683-5412 ou 3561-2892; além do e-mail sportdefense@gmail.com #Curiosidades #Comportamento #Conectados