Nesta manhã de segunda-feira (16), o revezamento da chama olímpica começou em Bicas, Minas Gerais. O município com cerca de 15 mil pessoas estava animado. Os estudantes das escolas municipais fizeram uma bonita decoração no palco para receber o fogo olímpico. Quando a tocha chegou, foi aquela festa, os olhares dos moradores da cidade brilhavam com os acontecimentos do evento. Ronaldo da Costa, maratonista, em 1998 quebrou o recorde mundial da maratona de Berlim, foi um dos condutores do evento e recebeu a chama olímpica de joelhos. O maratonista estava muito feliz, não parava de gritar e agitar o público.

Outro condutor famoso de Bicas foi o jornalista esportivo Marcelo Barreto, que teve a oportunidade de participar do evento na cidade em que nasceu.

Publicidade
Publicidade

Orgulhoso, exibiu a o fogo olímpico para milhares de pessoas. A multidão agradeceu com gritos e aplausos. O jornalista disse que é uma emoção inexplicável participar desta comemoração. O evento aconteceu na Praça São José, num palco lindamente decorados pelos alunos da cidade. Tiveram muitas atrações como grupos de dança e capoeira. A comemoração na cidade de Bicas foi muito bonita e inesquecível para os habitantes da cidade.

Em seguida, a chama olímpica foi para Leopoldina, Minas Gerais, o revezamento da tocha atraiu milhares de pessoas para as ruas, nem mesmo o sol quente desanimou as pessoas de assistir o evento. Na comemoração tinha de tudo, inclusive jovens vestidos de Deuses do Olímpo para homenagear a tocha. Rodrigo Pereira Soares foi o destaque do evento. Ele é deficiente visual e estudante de Direito.

Publicidade

Conduziu a tocha com a ajuda da mãe e o apoio dos amigos da faculdade. Ele estava muito feliz e se sentiu uma celebridade, no percurso tinha mais de 5 mil pessoas. No evento teve capoeira para receber a tocha. José Dimas de Souza é mestre de capoeira, tem 61 anos de idade. Ele ensina a arte para mais de cem garotos e garotas da cidade. Disse que o esporte é importante para tirar as crianças do mundo eletrônico.

Muriaé, MG, foi a terceira cidade desta segunda-feira a receber a tocha. A Fanfarra da Escola Municipal Gilberto José Tamus Braz aqueceu o público, que aguardava a chegada da tocha. Também teve muito samba e apresentações. A cidade tem cerca de 100 mil habitantes e foi a último da rota da tocha. A passagem da tocha olímpica foi inesquecível e deixará muita saudade para os moradores da cidade. #Rio Cultura #Rio2016