Terminou, na manhã desta segunda feira (13), a agonia da blogueira Edinéia Mariano Couto Fortes, de 35 anos, moradora de Belo Horizonte/ MG. Seus dois filhos, um menino de 5 anos e uma menina de 2, foram devolvidos pelo pai.  Edinéia não se encontrava em casa no momento em que as crianças foram deixadas por seus avós paternos e por um tio paterno. A notícia lhe foi dada por telefone, por uma empregada que se encontrava na residência. O momento foi de muita emoção e alegria.

Entenda o caso

A aflição da blogueira começou há quase um mês, desde o dia 20 de maio, último dia que havia visto os filhos. De acordo com Edinéia, após uma briga com o pai das crianças, o empresário Eduardo Antônio Couto Fortes, 36 anos, a justiça lhe retirou a guarda dos mesmos, baseada em um laudo médico falsificado pelo pai.

Publicidade
Publicidade

O laudo alegava que ela não tinha condições de criar os menores.

No dia 26 de maio, ela conseguiu um parecer favorável da justiça, lhe devolvendo a guarda, mas, ao chegar na casa do ex-marido, ele recusou-se a abrir a porta. Enquanto buscava ajuda da polícia, Eduardo aproveitou para fugir com os filhos. Edinéia já tinha uma medida protetiva contra ele, por causa de uma agressão contra ela.

Desde então a blogueira fez diversos apelos em redes sociais, pedindo ajuda para encontrar as crianças.

Estado das crianças

Após quase um mês longe da mãe, o menino de 5 anos denotou surpresa. O pai contou às crianças que a mãe havia se matado, ao pular em um rio, motivo pelo qual eles não a veriam mais. Segundo a mãe, os filhos chegaram agitados, com marcas pelo corpo, e não deram detalhes sobre o que fizeram, nem onde estavam durante esse período longe dela.

Publicidade

A menina chegou muito sensível, dizendo sentir dor, mediante qualquer toque em seu corpo. 

As crianças foram levadas ao Instituto Médico legal (IML) para exames de corpo delito. Edinéia prefere acreditar que os hematomas no corpo dos filhos foram causados por brincadeiras, mas só o resultado do laudo do médico legista, que sairá nessa terça feira, revelará a verdade à Polícia Civil. 

Os filhos reclamavam muito de fome, pedindo comida durante todo o tempo, inclusive na hora do depoimento, na delegacia. O depoimento teve de ser interrompido, por alguns minutos, para a mãe alimentá-los. 

Ao conversar com um psicólogo, o menino mais velho, falou de episódios de violência doméstica e também de um arrombamento em sua casa. Lembranças que podem confirmar as agressões sofridas pela mãe. 

O material escolar das crianças não foi devolvido, assim como as cadeirinhas de transporte.  Afastados da escola desde o dia 20, os menores passarão por tratamento psicológico para retomarem, pouco a pouco, à rotina. 

Suspeito continua foragido

O empresário ainda não foi encontrado, tampouco o seu advogado, para falar sobre o assunto.

Publicidade

A blogueira acredita que ele fugiu, visto que o crime cometido foi tipificado como sequestro, e é passível de prisão. Ela acredita que esse tenha sido, inclusive, o motivo que levou o pai a devolver os filhos. #Família