As rádios Itatiaia e CBN informaram na manhã desta terça-feira, 26 de julho, que uma menina de três anos vítima de espancamento foi internada no Hospital Militar, na cidade de Belo Horizonte, com diversas marcas de queimaduras no rosto, nas pernas e em outras partes do corpo. Segundo o primeiro boletim médico, os ferimentos foram profundos e o estado da criança é considerado grave. 

Segundo o jornalista e repórter João Felipe Lolli, o padrasto da menina, Fábio Anacleto, com 25 anos de idade, é o primeiro nome da lista de suspeitos elaborada pela polícia. Ele já está preso em uma ação preventiva por parte da justiça mineira. 

De acordo com o primeiro depoimento colhido, a mãe da menina contou que havia saído de casa em direção ao trabalho e que só percebeu os ferimentos no momento em que necessitou trocar as fraldas da criança.

Publicidade
Publicidade

De início, imaginava se tratar apenas de algum tipo de alergia. 

O Hospital Militar fica no bairro Santa Efigênia, na capital mineira. Não há previsão de data para encerramento das investigações. Os advogados de Fábio Anacleto ainda não se pronunciaram a respeito da prisão preventiva. 

Outro crime em MG: perseguição em Contagem

Uma perseguição policial que tomou conta de diversas vias da cidade de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, acabou resultando na morte de um dos suspeitos de um furto ocorrido momentos antes. Outro bandido ficou ferido e segue internado sob observação médica. 

Os dois criminosos foram surpreendidos por oficiais do 38º Batalhão da Polícia Militar, em diligência realizada no bairro Eldorado. Acusados de diversos furtos e roubos, os homens fugiram em uma moto que acabou colidindo com a viatura policial que os seguia. 

Wesley Costa, de 31 anos, foi socorrido imediatamente no local, mas não sobreviveu ao impacto da batida.

Publicidade

O comparsa Leonardo Alcântara, com 21 anos de idade, teve apenas ferimentos leves e foi encaminhado para a UPA Juscelino Kubitscheck. 

Com a dupla foram encontrados revólveres, munições e o dinheiro furtado, que deu origem à perseguição.  #Violência #Casos de polícia