A manhã deste domingo (07) foi de trabalho para a guarda municipal de Belo Horizonte/MG. Por volta das 07h, um dos agentes da guarda municipal que realizava o seu trabalho na região hospitalar da cidade avistou um veículo do modelo Pálio EX Vermelho, com placa da cidade de Nova Lima, região metropolitana de BH, parado em uma faixa de pedestre na Avenida Alfredo Balena, próximo ao Hospital das Clínicas da capital.

De acordo com o agente Fernando Alonso, o veículo se encontrava parado de forma diagonal na faixa de pedestres, impedindo o trânsito no local.  Além disso, o carro já havia colidido com um ônibus coletivo. 

Quando o guarda municipal abordou o motorista do carro, o mesmo se apresentou como sendo um Policial Militar, mas não quis passar sua identificação.

Publicidade
Publicidade

O sujeito apresentava todos os sintomas de quem havia ingerido bebidas alcoólicas: estava com hálito etílico, andava cambaleando, entre outros sintomas. Ao perceberem tal situação de #embriaguez, os agentes municipais acionaram uma viatura da Polícia Militar, que identificou o indivíduo como cabo Reginaldo Ferreira, que é lotado na 1ª Companhia Especializada da Cidade de Nova Lima. 

O Policial Militar Reginaldo, não aceitou fazer o teste do bafômetro e foi conduzido para o Hospital Militar, que fica no Bairro Santa Efigênia da cidade. O registro dessa ocorrência foi realizado na 3ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Militar e será encaminhada para o Detran/MG-Departamento de Trânsito de Minas Gerais. 

Revoltante

Infelizmente o que mais temos visto ultimamente são pessoas, que deveriam dar o exemplo, ao cumprir as leis e regras do país, sendo, muito pelo contrário, péssimos exemplos, que não devem ser seguidos por ninguém.

Publicidade

Todos nós sabemos que não é permitido beber e dirigir no Brasil, não somente pela lei, mas pela segurança, não só dos ocupantes do veículo, mas de outras pessoas que transitam pelas cidades, avenidas e rodovias. E é triste ver motoristas descumprindo essa regra e colocando em risco sua vida e de pessoas que não tem nada a ver com ele, ainda mais quando se trata de um Policial Militar.  #Casos de polícia