Duas #crianças que estavam sob a responsabilidade dos funcionários de uma escolinha do Bairro Santa Mônica, na região da Pampulha, em Belo Horizonte/MG, foram esfaqueadas no fim desta manhã. As crianças foram identificadas como Laura, de 4 anos e Rafael, de 2 anos. O caso aconteceu nesta sexta-feira (16).

O que os pais, que trabalham fora, mais almejam para seus filhos é encontrar um lugar calmo, tranquilo e seguro, onde possam deixar as crianças e com isso terem paz para trabalhar. A busca pela escolinha ideal é difícil, e geralmente leva tempo, pois é preciso uma maratona de visitas a vários lugares, até encontrar uma que se adeque aos valores da família.

Publicidade
Publicidade

Mas a grande realidade é que a tal segurança almejada, hoje, não é encontrada em lugar nenhum.

Imaginem o desespero dos pais ao receber uma ligação do local onde deixaram os seus filhos pela manhã, para que pudessem ir em busca do sustento da família, informando-os de que seu filho foi esfaqueado. 

O triste #Crime teria mobilizado muitas viaturas da Polícia Militar da região, inclusive equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais - GATE, e também do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas - Rotam. As crianças, que estavam matriculadas na #Escola infantil há dois meses, foram socorridas para o Hospital Risoleta Neves da cidade.

De acordo com uma funcionária do local, quem cometeu o crime foi a mãe da dona do Centro Infantil Boomerang e também funcionária da escolinha. A mulher, que foi identificada como Odete Alves de Oliveira, de 55 anos, era depressiva e teria tido um surto no momento em que atacou as crianças.

Publicidade

A mulher que cometeu essa atrocidade foi presa e, de acordo com informações preliminares, o motivo seria porque os estudantes a viram furtando biscoitos do estabelecimento.

De acordo com informações repassadas por familiares das crianças, o menino Rafael teve cortes superficiais; já a menina Laura foi atingida no pulmão, além de ter sido atingida de raspão no fígado. A boa notícia é que eles estão estáveis e conscientes.