Na tarde desta quarta-feira (30), na cidade de Poços de Calda um homem de 49 anos de idade foi preso após ser abordado pela Policia Rodoviária Federal conduzindo em alta velocidade.

Após ser abordado, a policia constatou que o condutor estava em estado de embriaguez após ser realizado nele o teste do bafômetro.

No boletim da policia está constatado que o etilômetro acusou 0,90 miligramas de álcool no organismo. Um fato que chamou bastante atenção é que a PRF disse também que o homem possuía deficiência visual grave, tendo apenas 8 % da visão em um olho e apenas 4 % em outro.

Os policiais relataram que o homem foi detido porque entrou em altíssima velocidade na área de segurança da PRF conduzindo uma moto.

O comandante da policia disse que o risco que esse homem trouxe para a vida dele e de outros foi grande demais.

Publicidade
Publicidade

O suspeito foi levado para a delegacia da cidade, onde foi autuado por dirigir embriagado e por direção perigosa. A moto do caso foi apreendida e o suspeito foi liberado após pagar fiança.

Vale lembrar que a cada ano sobe assustadoramente o número de pessoas mortas por imprudência no trânsito. Para se ter uma ideia, em apenas 11 anos, o número de pessoas mortas triplicou, fazendo o nosso pais alcançar o posto de quinto país no mundo em mortes por acidentes no trânsito.

Cerca de 45 mil pessoas perdem suas vidas em acidentes. Grande parte dessas mortes, o equivalente a 28%, são de motociclistas e esse número sobe a cada ano. De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), nos últimos seis anos, essa porcentagem subiu assustadoramente para 115%, e o custo para atender esse pacientes 170,8%.

Publicidade

De acordo com o Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes, que traça o perfil das vítimas, cerca de 78 % das pessoas que sofrem acidentes conduzindo motocicletas são homens na faixa etária de 20 a 39 anos. O Sistema de Vigilância de Violências e #Acidente também disse que após entrevistar os acidentados 19,6% informaram o uso de bebida alcoólica antes do acidente e 19,7% estavam sem capacete. #transito #Casos de polícia