Blasting News, o maior portal internacional de social journalism cidadão do mundo, atingiu em outubro mais de 9 milhões de pessoas na sua versão brasileira, apenas 9 meses depois do lançamento da plataforma no País. Como a cada dia mais brasileiros descobrem essa nova forma de consumir notícias e ganhar escrevendo suas próprias matérias, a #Blasting News Brasil está decidida a ampliar ainda mais sua presença nacional e como parte dessa estratégia acaba de selar sociedade e convidar André Zimmermann para ser seu CEO na operação brasileira.

Hoje, a Blasting News tem mais de 90.000 redatores no Brasil, os Blasters, relatando notícias de todo o país.

Publicidade
Publicidade

Qualquer pessoa pode submeter uma matéria para publicação: o texto passa por controles tecnológicos rigorosos e, se cumprir os requisitos, é depois revisado por uma equipe de editores experientes que publicam o texto. O Blaster é pago conforme o número de pessoas que leem seu artigo e a Blasting News Brasil já chegou a pagar mais de 16.000 reais por mês aos seus colaboradores de topo. Enquanto as mídias tradicionais estão cortando seus orçamentos, a Blasting News está fornecendo novas fontes de renda para o mercado de publishing brasileiro.

André Zimmermann, ex-diretor geral da Havas Digital Brasil e Z +, empresário de mídia e co-fundador ADTZ LatAm, Smartclip Brasil e NetCos, tem já vários motivos para se orgulhar da sua carreira. Olho afiado para as tendências da mídia, sabe como identificar uma oportunidade.

Publicidade

E é exatamente isso que Zimmermann vê na Blasting News. Afinal, o revolucionário site de notícias teve um crescimento explosivo e se prevê que o portal chegue a 10 milhões de visitantes únicos mensais até o final do ano.

Blasting News Brasil é parte integrante de uma história de crescimento global: www.blastingnews.com nasceu há apenas dois anos, mas já atingiu a marca de 28 milhões de leitores mensais, em outubro de 2015.

André, por que você decidiu fazer parte da Blasting News?

Adoro a inovação em mídia e considero a Blasting News pura inovação. Os millennials se afastam cada dia mais dos canais de notícias tradicionais e, em contraste, compõem já dois terços da audiência da Blasting News. Nossos leitores são os nossos embaixadores. Em outubro, os artigos da Blasting News foram compartilhados no Facebook 407,661 vezes! Eu trabalhei no mercado publicitário por tempo suficiente para saber quais as plataformas que têm maior possibilidade de sucesso na captura do mind share do consumidor.

Publicidade

Uma das razões pelas quais entrei na Blasting News é que eu acredito que esta plataforma tenha uma oferta única para os anunciantes: conteúdo de notícias viral, audiência de millenials altamente engajada e crescimento exponencial de leitores.

Conheci o fundador, Andrea Manfredi, através da rede do INSEAD alumni, e vi a Blasting News crescer desde o começo. Como ambos temos o mesmo passado como estudantes no INSEAD, compartilhamos uma visão internacional e uma abordagem analítica para a inovação.

Quais os seus planos para a Blasting News Brasil?

Ser o primeiro portal digital a atingir 10 milhões de visitas únicas em menos de um ano! Minha primeira tarefa será recrutar uma equipe de especialistas de vendas de mídia para o nosso novo escritório em São Paulo. Feito isso, quero estabelecer parcerias com meios de comunicação locais e com as melhores marcas, lançar parcerias de native marketing e aumentar nossa oferta programática. Dado que o conceito de native marketing feito pelo cidadão é uma invenção da Blasting News - é o único método de publicidade que constrói a confiança do consumidor - acredito que vou estar muito ocupado!

Sobre a Blasting News

A Blasting News (www.blastingnews.com) foi fundada em 2013 pelo empresário Andrea Manfredi e se tornou o primeiro portal inteiramente dedicado ao jornalismo cidadão do mundo. Até hoje mais de 460.000 pessoas em todo o mundo se cadastraram na plataforma, como redatores. Em outubro o portal atingiu 28 milhões de leitores em 34 países. O crescimento explosivo da Blasting News se deve à tecnologia de ponta, atualizada continuamente, e a algoritmos patenteados aplicados às mídias online. Ao contrário das mídias tradicionais, a Blasting News não tem uma hierarquia e um editor-chefe, mas utiliza o crowdsourcing e os algoritmos para publicar as notícias e recompensar os redatores – uma verdadeira revolução nas mídias.

Contatos Mídia:

Questões internacionais: Sophia Matveeva +44 7791 223 308 ou sophia.matveeva@blastingnews.com

Mercado brasileiro: Andre Zimmermann andre.zimmermann@blastingnews.com