Com a taxa de #Desemprego em 7,9% no Brasil, dado divulgado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), especialistas temem que a #Crise econômica vívida pelo país, iniciada, sobretudo, a partir de 2011, mas acentuada, de forma rigorosa, em 2015, gere uma espécie de 'apagão de empregos'. O número divulgado pelo IBGE poderia ter sido ainda maior, não fosse o aumento evidenciado de profissionais independentes no país.

O 'apagão de empregos', temido pelos especialistas, poderia vir em consequência dos prejuízos relacionados à dificuldade de negociar salários, o que geraria uma queda no rendimento econômico do país, já tão corroído pela inflação, em constante crescimento e, até o momento, sem indícios de estagnação por parte do Governo Federal.

Publicidade
Publicidade

A estimativa dos economistas é que a taxa de desemprego feche o ano de 2015 no Brasil superior a 9%, e que o país somente comece a crescer novamente sua economia em meados de 2016, caso o ajuste fiscal der certo, como esperado. #Trabalho