Outro mito parece cair por terra após a divulgação de mais uma pesquisa sobre o crescimento econômico no Brasil na última década. Segundo dados divulgados por pesquisadores da #universidade de Brasília (UnB), não houve a queda da desigualdade econômica no país nos últimos anos.

Isso porque, foi constatado que, mesmo com a identificação da melhoria na qualidade de vida dos mais pobres, foi identificado também o aumento da fortuna dos mais ricos. O período estudado corresponde aos anos de 2006 a 2012.

De acordo com a pesquisa, metade da população brasileira, os mais pobres, ficou com cerca de 12% do crescimento durante o período estudado.

Publicidade
Publicidade

Enquanto isso, os mais ricos, que corresponde a 1% da população, adquiriram aproximadamente 30% da fatia do bolo. Segundo economistas, isso significa que cada rico se apropriou de uma parcela quase que 130 vezes maior da renda do que cada integrante da metade mais pobre.

Segundo o Banco Mundial, o Brasil está entre os países que apresentam os maiores índices de desigualdade econômica em todo o mundo.