As conversas nas redes sociais que começam de maneira inocente, podem acabar se tornando uma perigosa armadilha. É por este motivo que os pais e responsáveis precisam sempre supervisionar as ações de seus filhos na internet. Desta vez um jovem de 14 anos embarcou em uma aventura que poderia terminar em tragédia. O adolescente é morador da cidade de Queimados (RJ) e foi convencido por um suspeito de pedofilia a fugir de casa para encontrá-lo no interior de São Paulo, na cidade de Bauru.

O adolescente fugiu de casa na esperança de encontrar seu amigo virtual com quem mantinha contato através da rede social já há algum tempo.

Publicidade
Publicidade

O jovem acreditava que iria se encontrar com um rapaz de 23 anos, chamado Fernando, porém, ao chegar em Bauru, quem esperava por ele era um homem de 53 anos, que o levou para casa, onde foi mantido por 15 dias sob ameaça e várias vezes violentado.

Conforme divulgação do jornal Extra-RJ, o #Crime aconteceu no início de junho, mas só agora foi divulgado pelo setor de descobertas e paradeiros da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, a pedido da mãe do garoto, para que outras famílias fiquem alertas, para as atividades de seus filhos na internet.

A fuga

Conforme o chefe de investigações da DHBF, Luís Ernesto Brecho de Mattos, o suspeito criou um perfil falso em uma rede social e convenceu o garoto a fugir. Quando ganhou a confiança do garoto, o suspeito comprou a passagem para o adolescente e combinou de buscá-lo na rodoviária de Bauru.

Publicidade

Quando a mãe do jovem chegou em casa do trabalho ele já havia fugido. 

A mãe do garoto disse: "meu filho é homossexual, e só agora fiquei sabendo. Depois do que aconteceu é preciso prestar mais atenção nas conversas dos nossos filhos com estranhos no computador".

Em seu depoimento, o jovem disse que quando se deparou com o homem mais velho e viu que tinha sido enganado e caído em uma armadilha, "já era tarde demais".  

Resgate do adolescente

A família do rapaz teve uma pista sobre seu paradeiro depois que encontrou em seu quarto a cópia da passagem e o telefone do pedófilo em uma agenda eletrônica. A polícia de Bauru foi acionada encontrou a vítima na casa do suspeito. O suspeito de pedofilia prestou depoimento e vai aguardar o julgamento em liberdade. #Justiça