O que era para ser mais um simples tratamento odontológico virou tragédia em Cuiabá, capital do estado do Mato Grosso. Após realizar a extração de um dente, uma infecção generalizada vitimou Jucilene de França, aos 31 anos. Ela era supervisora de uma loja no centro de Várzea Grande, na região metropolitana, e deixa filhos de 15 e 6 anos.

De acordo com Tatiana Magalhães, cunhada da vítima, Jucilene realizou a extração de um siso no sábado (4), no Centro Odontológico do Povo (COP) - clínica particular do município. No dia seguinte, a comerciante queixou-se de fortes dores, acusou inchaço e um edema na altura do pescoço.

Publicidade
Publicidade

Embora tenha voltado ao dentista assim que notou os sintomas, o mal-estar não cedeu e ela veio a falecer no #Hospital.

Angina de Ludwig (doença infecciosa), choque séptico e extração dentária constam como as causas da morte na certidão de falecimento de Jucilene. Revoltada, a família garante que ela não tinha nenhum tipo de doença e nem histórico de problemas de saúde. A cunhada, que a acompanhou nos últimos dias de vida, relata detalhes de como se deu o atendimento dos médicos:

"Optamos por voltar à clínica do dentista e lá nos informaram que se tratava de uma alergia ocasionada pela anestesia. Só que ela seguiu com dor e inchada mesmo depois dos remédios que deram. Não tivemos outra escolha e fomos ao hospital. Disseram que era infecção e deram outro remédio, mas ela não conseguia mais nem abrir a boca", relata Tatiana, cunhada de Jucilene.

Publicidade

Em nota, o COP alega que o procedimento adotado com a paciente transcorreu "absolutamente dentro da normalidade". No entanto, reconhece que a vítima voltou à clínica queixando-se de dores, quando uma nova receita com medicamentos foi recomendada.

Ciente do caso, o Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT) garantiu que acompanhará de perto a investigação da morte. Para a entidade, riscos de infecção variam de acordo com cada paciente e podem ocorrer mesmo que os profissionais sigam todas as regras de procedimento. O corpo de Jucilene de França está sendo velado durante toda esta quinta-feira (9) em Várzea Grande. #sistema de saúde