Segundo informações dadas pelo jornal Extra do Rio de Janeiro, na manhã de domingo (5), Marco Antônio de Rezende, 41 anos, foi morto a tiros quando reagiu a uma tentativa de assalto. Dois homens e uma mulher tentaram roubar um cordão de ouro de Marco, e o mataram com oito tiros após sua tentativa de reação.

O #Crime aconteceu no setor Vila União em Goiânia. No momento da tentativa de assalto acontecia uma feira livre próximo ao local. Marco costumava frequentar a feira nas manhãs de domingo sempre que estava de folga. Os criminosos levaram uma arma calibre 38 do segurança, carteira e outros objetos. Os meliantes fugiram antes da chegada da polícia deixando para trás moradores do bairro chocados e preocupados com o aumento da violência na região.

Publicidade
Publicidade

Segurança particular

Marco trabalhava como motorista e segurança particular do cantor sertanejo Leonardo. Em todos os eventos e compromissos que Leonardo tinha em Goiânia e região Marco o acompanhava. Ele também prestava o serviço de segurança particular e fazia parte da equipe da dupla sertaneja Pedro e e Thiago, filho e sobrinho de Leonardo, respectivamente. Marco era muito conhecido entre os cantores sertanejos de Goiânia e trabalhava como segurança freelancer com Leonardo há vários anos. 

Primeiros socorros

Segundo a polícia, Marco chegou a ser socorrido por uma unidade de pronto atendimento do SAMU, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos e morreu antes de dar entrada ao hospital. O segurança foi alvejado no tórax, abdômen e pernas.

Repercussão do Crime

Amigos e familiares de Marco estão muito abalados.

Publicidade

Na sua página em uma rede social, centenas de pessoas postaram mensagens consternadas com o acontecimento e homenageando Marcos. Uma amiga de Marcos postou, "nunca pensei que ontem seria a última vez que falaria com você, um irmão, um amigo".

Fãs do cantor sertanejo Leonardo também prestaram homenagens a Marco nas redes sociais. Os cantores Pedro e Thiago também lamentaram a morte de Marco, afirmando que ele era um bom amigo e que fará muita falta. Ambos lamentaram a violência cotidiana em todo Brasil.

Investigação policial

O crime está sendo investigado pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios de Goiânia (DEIH) e ainda não há nenhuma pista sobre os suspeitos. A polícia ainda vai ouvir testemunhas que estavam na feira livre e que podem ter visto alguma coisa e colaborar com as investigações. O irmão de Marco é um policial militar.

Enterro

Segundo os familiares, o corpo de Marco será enterrado nesta segunda-feira (6). Se você sabe mais sobre este crime, denuncie. Você pode fazer a denúncia de maneira anônima através do 181 - Disque Denúncia. #Justiça