Na última terça-feira, 07 de julho, os servidores do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) entraram em #Greve em 17 estados brasileiros: São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Tocantins, Piauí, Paraná, Pará, Pernambuco, Minas Gerais, Mato Grosso, Maranhão, Goiás, Ceará, Bahia, Amapá. Por último, o estado do Rio de Janeiro também quis aderir a paralisação.

Além de funcionários do INSS, servidores de postos do Ministério da Saúde, da Funasa e da Anvisa também participam da greve. Segundo a categoria do INSS, é necessário um reajuste de 27,5% nos salários com urgência, mais um crescimento nos próximos quatro anos.

Os servidores também pedem novos concursos públicos pelo RJU (Regime Jurídico Único), aumento do número de pessoas trabalhando no atendimento ao público e mais uma incorporação de gratificação de acordo com à produtividade de cada funcionário. Eles também reivindicam condições de trabalhos mais adequadas. No país inteiro o que se vê são filas quilométricas nas portas do INSS de várias cidades. O #Trabalho é intenso e falta funcionários para atender os moradores com qualidade.

As negociações com o Ministério do Planejamento não param. Os sindicatos envolvidos agendaram uma reunião com o secretário de trabalho, Sérgio Mendonça, para tentar chegar a um acordo que seja interessante para os trabalhadores e para o #Governo.

A greve prejudica todos os serviços de pensão, transferências de benefícios, procurações e renovações em 17 estados do Brasil. Ao todo são 32.487 mil servidores no Instituto Nacional do Seguro Social, distribuídos em 1.605 unidades. Quem tinha uma hora marcada no INSS, a orientação é reagendar seu atendimento.

O Ministério da Previdência Social enviou um comunicado que está negociando com os grevistas e que sempre teve suas relações baseadas no respeito e diálogo, mas que deixa as portas abertas aos sindicatos e entidades para acharem uma solução boa para todos os lados envolvidos. O Ministério propõe um aumento de 21,3% dividido em quatro anos: 2016, 2017, 2018, 2019.