O Departamento de Homicídios da Polícia Civil de São Luís do Maranhão informou que um homem que supostamente cometeu um assalto em uma loja, no Bairro São Cristóvão, foi perseguido por populares, capturado e amarrado em um poste, onde foi linchado até a morte.

Segundo a polícia civil, Cleydison Pereira Silva de 29 anos, não teve chances de defesa. Ele teve os braços, pernas e troncos amarrados, para depois ser espancado por vários populares até a chegada dos policiais. De acordo com os responsáveis pela investigação, até o momento os indivíduos que participaram do linchamento ainda não foram identificados.

Um menor de idade que também participou do assalto foi apreendido no local.

Publicidade
Publicidade

Por causa do espancamento, Cleydison teve hemorragia e morreu na hora. Testemunhas afirmam que ele foi agredido com pedradas, socos, chutes e garrafadas. Já o menor teve algumas escoriações leves. O linchamento aconteceu na tarde da última segunda-feira (6).

Reconhecimento do corpo

O pai de Cleydison Pereira da Silva esteve no local e reconheceu o filho. Ele estava muito abalado e inconformado, e disse que nunca soube que o filho estivesse envolvido em assaltos ou com uso de drogas. O corpo de Cleydison foi encaminhado para o IML e ainda não há informações sobre o sepultamento.

Pena prevista para o linchamento

Infelizmente, a sensação de insegurança e impunidade em que a sociedade está mergulhada tem originado atos como este, porém, o ato de linchamento não pode ser considerado como #Justiça.

Publicidade

Os linchamentos acontecem com mais frequência em tempos de crise social ou econômica, onde há um descontrole da ordem social. No Brasil, o linchamento é considerado #Crime porém com uma pena branda.

Art. 345 do Código Penal - Decreto Lei 2848/40 

Exercício Arbitrário das Próprias Razões. Art. 345 - Fazer justiça com as próprias mãos, para satisfazer pretensão, embora legítima, salvo quando a lei permite:

Pena - detenção, de 15 (quinze) dias a 1 (um) mês, ou multa, além da pena correspondente a violência.