Uma bela mulher, que anuncia produtos importados na internet, parece ser acima de qualquer suspeita, concorda? Porém o velho ditado popular prevalece, as aparências enganam. Uma linda modelo, ficou conhecida como a Barbie do #Crime depois de aplicar vários golpes na internet, onde anunciava produtos importados, recebia por eles e não os entregava. 

Saiba mais sobre a Barbie do crime

Foi presa na terça-feira (11) em Goiânia a modelo fotográfica Bruna Cristiane Menezes de Castro, 25 anos, suspeita de estelionato. Segundo as apurações do portal de notícias G1 junto a polícia civil de Goiânia, modelo é conhecida como Barbie, mantinha perfis na internet onde anunciava e vendia produtos importados.

Publicidade
Publicidade

Porém aqueles que compravam os produtos jamais os recebiam, o golpe era aplicado no estado de Goiás, Rio de Janeiro e no Distrito Federal.

Defesa de Bruna

O advogado de defesa de Bruna afirma que a cliente admite apenas alguns golpes e que a maioria das denúncias sobre ela "não são verdadeiras". Contudo ele não deu maiores detalhes e afirmou que sua cliente está disposta a colaborar com as investigações.

Vítimas da Barbie

Segundo o delegado Eduardo Prado, titular da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon), informou que pelo menos 20 moradores da cidade de Goiânia já vinham procurando a polícia para denunciar a modelo. Somente a estas vítimas os prejuízos causados pela Barbie do crime, ultrapassam os R$ 50 mil. De acordo com o delegado, Bruna já vinha aplicando estes golpes há uns 05 anos.

Publicidade

Está sendo investigado também casos de uma vítima do Rio de Janeiro e duas vítimas em Brasília. O Delegado afirmou ainda que "Bruna usava desculpas de doenças sérias na família para não entregar os produtos". Eduardo Prado conta que a modelo usava as contas bancárias de pessoas próximas para que os depósitos fossem feitos.

Denúncias nas redes sociais

Várias vítimas da Barbie do crime criaram grupos nas redes sociais denunciando Bruna, tentando alertar e evitar que outras pessoas fosse lesadas. Na internet existem centenas de denúncias contra a modelo. Segundo os internautas ela criava perfis com nomes diferentes de logo depois de receber os valores, cancelava sua conta na rede social.

Relacionamento amoroso

O carioca Ryan Balbino, também foi uma das vítimas da modelo. Segundo ele, os dois mantiveram um relacionamento entre 2011 e 2012, neste período Bruna afirmou ao namorado que estava com câncer e fazia tratamento para tentar se curar da doença. Ele emprestou cerca de R$ 15 mil, para auxiliar nos exames e no tratamento.

Como ela não apresentava melhoras, Ryan resolveu viajar para Goiânia para visitar a namorada, somente assim ele descobriu o golpe. Quando chegou em Goiânia e encontrou com os familiares da modelo, ficou sabendo que ela nunca esteve doente.

As investigações continuam e a polícia acredita que o número de vítimas vai aumentar agora que ela foi presa e o caso ganhou repercussão. #Investigação Criminal #Casos de polícia