Mais um caso de polícia triste e inimaginável ganha as manchetes em todo o Brasil. Desta vez aconteceu na cidade de Eunápolis, no extremo sul da Bahia. Depois de várias desavenças com seu ex-marido, mulher resolve dar veneno de rato para filha para chamar a atenção do pai da criança.

Entenda o caso

O delegado responsável pelo caso, Antônio Alberto Melo, informou ao portal de notícias G1 que a intenção da mulher era matar a filha e se matar posteriormente, entretanto, ela se arrependeu e ligou para a polícia buscando ajuda.

Daniela Albertina confessou o crime e se diz extremamente arrependida. Ela contou que colocou o veneno no copo de água que iria tomar e depois daria a mamadeira à sua filha, contudo ficou sabendo que se ingerisse o veneno primeiro morreria sem conseguir envenenar a criança.

Publicidade
Publicidade

Então decidiu colocar o veneno na mamadeira e dar à filha primeiro.

A mãe disse que "enquanto a filha mamava, a bebê olhou para ela e apertou sua mão", nesse momento ela se arrependeu e ligou imediatamente para a polícia. Confessou o que havia feito e buscou orientações de como poderia salvar sua filha.

De acordo com o delegado, ao ligar para a PM a mãe foi orientada a levar a filha imediatamente para o Hospital Regional da cidade, onde a criança recebeu os primeiros socorros e a mãe recebeu voz de prisão, sendo detida em flagrante.

A criança passou pelos procedimentos médicos necessários para a desintoxicação e felizmente passa bem e está fora de perigo, porém continua internada e sem previsão de alta. Ela está sob os cuidados do Conselho Tutelar da cidade, já que o pai do bebê não foi localizado.

Publicidade

Arrependimento 

A mãe foi presa e conduzida para a delegacia da Polícia Civil da cidade de Eunápolis. Ela se diz arrependida e conforme seu depoimento, Daniela afirmou que só cometeu essa loucura porque se desentendeu com o ex-companheiro, "O pai dela não queria ficar mais com a gente". A mulher disse ainda "Eu me arrependi, por isso liguei para a polícia e me entreguei".

Indiciamento

A polícia informou que Daniela vai ser indiciada por tentativa de homicídio. A polícia também continua as investigações de como a mulher conseguiu comprar o veneno de rato conhecido como "chumbinho", já que sua comercialização é proibida em todo o país. #Família #Investigação Criminal #Casos de polícia