Apesar da aprovação de parte da população de São Paulo, o prefeito Fernando Haddad (#PT), também enfrentou manifestações contrárias durante a inauguração da ciclovia da Avenida Bernardino de Campos, neste domingo, dia 23, quando a Prefeitura decidiu interditar a Avenida Paulista para o tráfego de automóveis.

Enquanto cruzava a Avenida Paulista na altura da Rua Augusta, o prefeito foi interrompido por um casal que impediu a passagem do prefeito em sua bicicleta e se dirigiu ao governante com “gritos e insultos”, segundo nota divulgada pela Prefeitura.

Em sua nota, a Prefeitura de São Paulo classificou a situação com o casal como “um pequeno incidente” que “não abalou o clima geral festivo e de alegria com os pedestres e ciclistas na Av.

Publicidade
Publicidade

Paulista”.  De acordo com a nota, Haddad seguiu a pé após ter sua passagem de bicicleta interrompida. A declaração também afirma que Haddad “considerou a manifestação inoportuna e pediu para que isso não estragasse o sucesso do dia”.

O prefeito também foi alvo de protestos no Minhocão, onde manifestantes se reuniram para cobrar uma atitude em relação à morte de um idoso morto por um ciclista que trafegava pela ciclovia da região central. #Mídia #Blasting News Brasil