Um trágico acidente de #Trabalho chocou a cidade de Goiânia. Marivon Andrade Ribeiro, de 32 anos de idade, morreu na manhã da última segunda-feira, 17 de agosto em seu local de trabalho. O acidente ocorreu em uma máquina de triturar plásticos em uma empresa de reciclagem.

De acordo com a polícia, o funcionário Marivon fazia a manutenção da máquina dentro da mesma, quando outro funcionário sem saber que ele estava dentro ligou o equipamento. O acidente ocorreu na empresa Polifilme Indústria de Reciclagem que fica localizada no Parque Oeste Industrial, na cidade de Goiânia, onde a vítima trabalhava a mais de um ano.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a equipe foi acionada às 7h10 da manhã, e ao chegar ao local o funcionário já estava sem vida.

Publicidade
Publicidade

A polícia não soube dizer  se a manutenção era sempre feita dessa maneira, o local foi interditado para a perícia. O caso  está sendo investigado pelo Departamento de Investigações e Homicídios (DIH).

A informação da polícia é que, o funcionário que ligou a máquina pode responder processo por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Uma amiga da vítima, Lucely Melo disse que, "Marivon tinha problemas nas mãos e pernas por causa de uma doença degenerativa, ao andar ele tinha que puxar uma das pernas, e também tinha uma das mãos com problemas não conseguia mexer. Isso dificultava o trabalho dele, mas mesmo assim ele lutava contra essas  limitações. Ele costumava trabalhar  na fábrica no período da noite, segundo o jornal Extra.

A empresa não divulgou o nome do funcionário que acionou a máquina. O jornal Extra tentou entrar em contato com a empresa mas não houve resposta.

Publicidade

Leia mais notícias:

Desemprego salta para 7,5% em julho e tem a maior taxa em cinco anos no Brasil

Funcionários da General Motors do Brasil decretam greve no interior paulista

Bandidos levam fortuna em assalto a carro forte em Mococa

Petrobras vai vender pelo menos 25% da BR Distribuidora

Queda nas vendas do comércio brasileiro são as piores desde 2003

Polícia Federal confirma fraude nas obras da Copa do Mundo #Blasting News Brasil #Casos de polícia