Parece história de filme de terror, porém, infelizmente aconteceu. Três jovens e uma criança morreram afogadas em Rondônia, enquanto comemoravam o aniversário de uma delas no município de Presidente Médici, que fica a aproximadamente 346 km de Porto Velho, capital do estado.

Entenda como aconteceu

Segundo informações apuradas pelo Jornal Extra-RJ, as adolescentes e a criança comemoravam o aniversário de Grazielly França dos Santos, que estava completando 14 anos. Eles estavam se confraternizando as margens de um rio da região no domingo (9). Infelizmente, perderam a vida neste trágico acontecimento.

Estavam presentes: a aniversariante Grazielly, sua irmã, Gabriela França dos Santos, 15 anos, seu irmão, Josias Júnior França dos santos, 11 anos, e a amiga deles, Caila Ranniely Pereira, 16 anos. Segundo a polícia civil, os corpos de Gabriela e Caila foram encontrados ainda na tarde de domingo.

Publicidade
Publicidade

Já os corpos de Grazielly e Josias foram encontradas nesta segunda-feira (10).

De acordo com o agente de polícia Antônio Josenilton de Oliveira, o afogamento ocorreu por volta das 16h45, próximo a ponte do Rio Machado que corta a região. Ele ressaltou que nenhuma das vítimas sabiam nadar, que o local é bastante perigoso, com barrancos ingrimes que dificultam o acesso as águas do rio e que no local a profundidade é grande.

O policial ainda destacou que é conhecido por todos os moradores da região que o rio é povoado por peixes elétricos, capazes de dar choques de alta voltagem, que são fatais. Ele afirmou que ano passado um homem adulto morreu por causa de uma descarga elétrica de um peixe no mesmo local.

A mãe e a prima dos três irmãos que morreram afogados afirmaram que Josias estava na água quando teve o contato com o peixe elétrico.

Publicidade

Ele teria tomado o choque, dado um grito e afundado em seguida. As adolescentes que estavam próximas a ele, na tentativa de ajudar e socorrer o garoto, quando se aproximaram, também receberam o choque, afundando em seguida.

A guarnição do Corpo de Bombeiros foi acionada, porém, chegaram ao local por volta das 18h45, pois a unidade mais próxima fica a 35 km da região onde os afogamentos aconteceram. A polícia civil informou que as investigações sobre o acidente vão continuar até esclarecer o que realmente aconteceu. #Blasting News Brasil #Investigação Criminal #Casos de polícia