Pela segunda vez no ano, a Avenida Paulista, em São Paulo, foi fechada para a inauguração de mais uma ciclovia. Neste domingo, dia 23, a principal avenida da capital paulista foi interditada para carros entre as ruas da Consolação e Vergueiro das 9h ás 17h, em medida que permitiu que ciclistas utilizassem a nova ciclovia da Avenida Bernardino de Campos.

A decisão da Prefeitura de São Paulo, comandada pelo prefeito Fernando Haddad (#PT), contrariou a indicação do Ministério Público, que recomenda o fechamento da Avenida para carros em apenas três ocasiões do ano: na Parada do Orgulho LGBT, na corrida da São Silvestre e nas festividades do Réveillon.

Publicidade
Publicidade

Com a interdição para carros, a Avenida Paulista foi ocupada por diversos pedestres e ciclistas que aproveitaram o domingo para trafegar, praticar esportes e interagir no espaço público. A Avenida já havia sido fechada no último dia 28 de julho, quando foi celebrada a inauguração da ciclovia da própria Paulista.

Ao longo do dia, agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), orientaram os motoristas sobre rotas alternativas. Também foram realizadas observações sobre as alterações do tráfego nos arredores da Avenida e nos efeitos do fechamento sobre o trânsito paulistano. Segundo o prefeito Fernando Haddad, a intenção é que a medida de interditar a Avenida para automóveis aos domingos se torne uma prática comum.

“A Bernardino conecta a Vergueiro à Paulista. Agora você consegue ir da avenida Jabaquara até o Pacaembu e logo mais até quase a Lapa de bicicleta.

Publicidade

Isso vai criando a chamada malha cicloviária, que dá mais segurança para as pessoas, não apenas irem trabalhar, mas também poderem ter o seu momento de lazer gratuito. A cidade tem que oferecer essa opção e a bicicleta é um exercício magnifico, que melhora o sedentarismo”, afirmou Haddad.

 

Nova ciclovia

Com 750 metros de extensão, a nova ciclovia da Avenida Bernardino de Campos conecta a Rua Vergueiro à Avenida Paulista. Além da nova faixa dedicada exclusivamente ao uso das bicicletas, também será inaugurado um novo bicicletário na Praça Marechal Cordeiro de Farias, conhecida como Praça dos Arcos e que fica localizada próxima às ciclovias das avenidas Paulista e Bernardino de Campos. Com a inauguração, a capital paulista chega a 356,8 km de ciclovias permanentes na cidade.

“Esse bicicletário está ao lado da estação Consolação, um lugar que as pessoas reclamavam muito que não tinham onde deixar bicicleta. Então agora as pessoas vão poder substituir o seu meio de transporte pela bicicleta, integrando com o Metrô e com o ônibus”, completou o prefeito Fernando Haddad, em declarações publicadas pelo portal da Prefeitura de São Paulo.

Publicidade

Além da ciclovia, a capital paulista também ganhou um novo mirante. Localizado abaixo do Viaduto Bernardino Tranchesini, o Mirante 9 de Julho será um espaço público que oferecerá programações culturais e gastronômicas para a população da cidade. O desenvolvimento do espaço se deu através de uma Parceria Público-Privada entre a Prefeitura e um consórcio formado pelas empresas Grupo Vegas e MM18 Arquitetura.

“Fruto de um chamamento público, esse projeto vitorioso dá demonstração do quanto a gente pode revitalizar e requalificar os espaços públicos de São Paulo, permitindo que a população à noite e aos finais de semana tenha condições de lazer”, declarou Haddad. #Mídia #Blasting News Brasil