O conflito entre taxistas e o serviço Uber parece não ter fim. Em Vitória, capital do estado do Espirito Santo, um projeto de proibição do uso do serviço na cidade foi aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores. Detalhe: o vereador que é autor do projeto, Rogerinho Pinheiro, do partido PHS, também líder do #Governo na Câmara, é um ex-taxista da cidade.

A aprovação gerou polêmica e logo foi questionada pelos moradores, que, em sua maioria, apoiam a utilização do Uber na capital capixaba.

Apenas três vereadores, dos 15 existentes em Vitória, votaram contra o projeto de proibição do Uber, idealizado e redigido pelo vereador Rogerinho.

Publicidade
Publicidade

Agora, o projeto segue para análise do prefeito da cidade, Luciano Rezende, do partido PPS. Caso o projeto seja aprovado por Rezende, a capital do Espirito Santo será a primeira cidade do Brasil a proibir a execução do serviço de transporte particular de passageiro, Uber.

Em Brasília, a proibição do serviço também foi aprovada pela Câmara Distrital, no entanto, o projeto foi rejeitado pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, do partido PSB. A discussão também já chegou ao Senado e na Câmara dos Deputados, onde projetos e propostas para resolução do caso já estão sendo idealizadas e avaliadas pelos políticos das respectivas Casas. #Negócios #Trabalho