Um termo carinhoso que todo brasileiro usa, seja ele de qualquer canto do país, para se referir aos estrangeiros que desembarcam em terras tupiniquins é “gringo”. Inclusive, nos últimos dez anos, cada vez mais “gringos” puderam se relacionar com os brasileiros, com o aumento de visitas ao país “verde e amarelo”. Mas, qual é o perfil desse visitante estrangeiro? O que, afinal, trazem eles ao Brasil?

Denise Coronha, coach intercultural e professora de português para estrangeiros, avalia o perfil destes visitantes. “Acredito que sejam estudantes de países desenvolvidos, com alto nível educacional e com o desejo de fazer uma diferença no mundo através do estudo e colaboração em torno de temas multidisciplinares envolvendo as áreas como: cidadania, urbanismo, ciência e tecnologia”, afirma.

Publicidade
Publicidade

“O ambiente brasileiro, onde as realidades das metrópoles incluem as favelas, por exemplo, causa muita curiosidade, além do interesse em aprender e, quem sabe, participar de soluções locais reais. Para muitos destes jovens, a música e a cultura brasileira, o cenário de belezas naturais e a receptividade dos brasileiros também exercem uma forte influência na escolha do Brasil como destino de estudos internacionais. Apesar da crise que atormenta os brasileiros, o Brasil é pop”, explica a especialista.

Confira também:

INTERCÂMBIO DE ESTRANGEIROS CRESCE MAIS DE 60% NO BRASIL

SETOR DE VIAGENS E TURISMO NO BRASIL AINDA POSSUI LOGÍSTICA DEFICITÁRIA #Educação