Na quinta-feira (3), o goleiro do Grêmio, Tiago Machowski, foi peça importante na vitória tricolor por 2x0 sobre o Figueirense pelo Campeonato Brasileiro, em Santa Catarina. Mas, ao voltar para Porto Alegre, o substituto de Marcelo Grohe não teve muitos motivos para comemorar.

Na noite de sexta-feira (4), um dia após a vitória em Florianópolis, o jogador foi abordado por dois homens armados que imediatamente o pararam. Os assaltantes levaram o carro e outros pertences pessoais do goleiro. A abordagem ocorreu perto da residência de Tiago, na rua Gastão Mazeron, localizada na região do Estádio Olímpico, antiga casa do Grêmio.

Publicidade
Publicidade

O goleiro Tiago dava uma carona para o volante Kaio, das categorias de base, quando foi abordado perto das 18h. Ele havia comprado o novo automóvel há poucas semanas. Pelo Facebook, fez questão de lamentar o ocorrido, mas garantiu que estava tudo bem.

“Eu estava chegando na minha casa, que fica bem em frente ao Estádio Olímpico. Dois homens vieram me abordar e colocaram armas na minha cara. Eu moro ali há oito anos já. Levaram tudo, inclusive meu celular. Estou sem contato. Mas graças a Deus está tudo bem”, disse Tiago.

Na ausência do titular Marcelo Grohe, convocado por Dunga para a semana de amistosos da Seleção Brasileira nos Estados Unidos, Tiago Machowski tem sido titular do Grêmio pelo Brasileirão. Além do jogo contra o Figueirense na quinta, ele esteve em campo na vitória contra o Goiás, em Porto Alegre, no último domingo.

Publicidade

Na mesma sexta-feira, uma onda de assaltos assustou os moradores do bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Um supermercado local, uma farmácia e um posto de gasolina foram saqueados. Mais tarde, houve troca de tiros e perseguição policial no centro da cidade. #Crime #Violência #Casos de polícia