A poupança registrou a maior retirada da história, segundo informações do Banco Central. É algo histórico no Brasil, a poupança vem deixando de ser uma alternativa de investimentos, porque a rentabilidade é baixa, mas também porque muitos estão procurando investir em outras modalidades de aplicações, como por exemplo a renda fixa, Tesouro Direto e incentivos para comprar títulos por bancos e corretoras.

Os especialistas recomendam os fundos de reserva, onde não há incidência de imposto de renda e são alternativas para uma futura emergência, e recomendam também porque o cenário é mesmo de jogar com as cartas certas e não perder dinheiro com investimentos de baixo retorno.

Publicidade
Publicidade

O momento de cenário econômico preocupa os analistas, porque o país enfrenta uma alta de impostos seguidos de inflação e desemprego. O desemprego tem a maior taxa registrada e o endividamento das famílias está no maior patamar dos últimos 12 meses. As dificuldades das famílias para financiar a casa própria ficou mais difícil também, agora por conta das altas taxas registradas em 2015, o que causa um enorme baque nos orçamentos domésticos. Só a conta de energia elétrica teve um aumento este ano muito significativo e vem comprometendo muito o orçamento das famílias.

A economia deve esperar uma recessão de 2,5% segundo informações do banco mundial. Vicve-se atualmente um período muito parecido com o ano de 2003, quando muitas pessoas estão se ocupando com atividades autônomas para gerir recursos por conta própria, apostando no próprio negócio, e alguns jovens intensificam a procura de oportunidades para ajudar a família na renda de casa, e cada vez mais esses números vêm crescendo.

Publicidade

O governo vem promovendo limitações, com cortes em programas sociais e em outras demandas, como o aumento de impostos e taxas, como tentativa de diminuir a dívida pública que está aumentando a cada dia. Há uma preocupação muito grande com a arrecadação e o orçamento para o próximo ano, assuntos que vêm sendo destaque de pautas em várias reuniões importantes essa semana, assim como medidas que estão sendo tomadas pelo Congresso Nacional para minimizar os efeitos da #Crise econômica. #Crise econômica #Crise no Brasil