Depois de uma polêmica com repercussão até internacional, o jornalista Alex Barbosa, da TV Centro América, afiliada da Globo no Centro Oeste, foi demitido. O profissional com longa experiência costumava produzir reportagens para telejornais de rede do canal da família Marinho, como o 'Jornal Nacional, foi preso no dia doze desse mês pela Polícia Federal. No momento da prisão, ele simulava traficar drogas do Brasil para a Bolívia. O objetivo da matéria era mostrar que a polícia não conseguia atuar em todo o território e que tudo por ali era muito frágil. Além de Barbosa, outros três funcionários da afiliada foram presos. 

O material que eles carregavam, 240 quilos de cocaína falsa, também foi apreendido.

Publicidade
Publicidade

Por conta da reportagem, Barbosa ficou sete horas preso em uma das unidades da Polícia Federal no Mato Grosso. A demissão do profissional aconteceu poucos dias depois, nesta quarta-feira, 28. A informação foi confirmada hoje, 30, pelo jornalista Daniel Castro. Barbosa agora não sabe se permanecerá demitido ou se existe alguma possibilidade dele ser recontratado por outra afiliada.

Ministério Público sabia de reportagem

Apesar de ser repórter de rede, quem pagava o salário do jornalista era a afiliada e não uma das centrais da #Rede Globo. O canal apenas indica quem fará as matérias para a rede. Em contrapartida, as afiliadas exibem seus microfones nos telejornais da casa. O curioso é que a demissão de Barbosa aconteceu depois dele está há apenas três meses na TV Centro América. O profissional que gosta de fazer matérias investigativas estaria irritando o governo local.

Publicidade

Esse motivo é dito como uma das principais causas para seu desligamento. A prisão pela reportagem foi somada na lista.

A prisão e detenção virou reportagem do 'Jornal da Globo', que disse que o Ministério Público tinha sido avisado sobre a operação jornalística. Existem rumores de que o próprio MP teria avisado a Polícia Federal, que efetuou a prisão dos profissionais. O jornalista preferiu não comentar o assunto e se mantém calado. #Desemprego